16ª Conferência Nacional dos Bancários começa nesta sexta-feira

Bancários e bancárias se reúnem a partir desta sexta-feira, 25, no maior fórum anual de deliberações da categoria no Brasil: a Conferência Nacional dos Bancários. A 16ª edição do evento será realizada até domingo, 27, no Hotel Bourbon Atibaia, em Atibaia, São Paulo. A delegação capixaba participa do evento representando a categoria bancária do Estado. […]

Bancários e bancárias se reúnem a partir desta sexta-feira, 25, no maior fórum anual de deliberações da categoria no Brasil: a Conferência Nacional dos Bancários. A 16ª edição do evento será realizada até domingo, 27, no Hotel Bourbon Atibaia, em Atibaia, São Paulo. A delegação capixaba participa do evento representando a categoria bancária do Estado. Ao todo serão 696 participantes, incluindo os observadores.

Durante a programação, haverá painéis de debate sobre conjuntura, sistema financeiro e mundo do trabalho. Além disso, serão discutidas as propostas aprovadas nas conferências estaduais e interestaduais e encontros preparatórios em todo o país. 

“Os delegados capixabas que se identificam com a Intersindical vão defender as propostas que foram aprovadas na Conferência Estadual, como o índice de 20,24%, o fim das metas, a reposição das perdas desde 1994, o fim do fator previdenciário, entre outras reivindicações da categoria”, defende o coordenador geral do Sindicato dos Bancários/ES, Carlos Pereira de Araújo (Carlão). 

Campanha Salarial

Na plenária final da 16ª Conferência, será aprovada a pauta nacional de reivindicações, que será entregue para a Fenaban, a fim de ser negociada com os bancos para a renovação da Convenção Coletiva de Trabalho dos bancários. Em ano de eleições, Carlão alerta que é preciso estar atento para garantir os direitos dos trabalhadores.

“Nesta Campanha Salarial, além de ser um importante momento de luta por melhores condições de trabalho, é importante não se deixar enganar por candidatos que não defendem os direitos dos trabalhadores. O setor patronal no Brasil é coordenado pela Fenaban, que faz um movimento pela retirada dos direitos dos trabalhadores, como a defesa do PL 4330. Por isso, os delegados capixabas que se identificam com Intersindical vão defender, na Conferência Nacional, a aprovação de uma plataforma de reivindicações a ser entregue aos candidatos à presidência para que se comprometam, em seus programas de governo, a defender e garantir os direitos dos trabalhadores”, enfatiza.

Debate

Os quatro grandes eixos temáticos da Conferência serão: emprego (corte/demissões, rotatividade e terceirização); reestruturação produtiva no sistema financeiro (banco de futuro, correspondentes bancários e bancos pelo celular); remuneração (aumento real, piso salarial e PCS); e condições de trabalho (metas e segurança bancária). Os trabalhos em grupos serão também permeados pela discussão da estratégia da campanha.

Programação

Sexta – dia 25 de julho

8h30 às 18h: Credenciamento
9h30 às 11h: Painel sobre emprego e reestruturação produtiva
11h às 12h30: Painel sobre Condições de Trabalho e Remuneração
12h30 às 14h30: Almoço e “check in” no hotel.
14h30 às 16h: Painel “Em defesa da democracia – Ditadura Nunca Mais”
16h às 18h: Painel do Plebiscito sobre a Reforma Política
19h: Abertura solene.
21h: Jantar

Sábado – dia 26 de julho

8h30 às 13h: Credenciamento.
9h às 9h30: Votação do regimento interno.
9h30 às 10h: Apresentação dos resultados da consulta 2014.
10h30 às 12h30: Análise de conjuntura.
12h30 às 14h: Almoço.
14h às 18h: Trabalho em grupos – emprego (1), reestruturação produtiva no sistema financeiro (2), remuneração (3) e condições de trabalho (4).
19h: Jantar.

Domingo – dia 27 de julho

9h30 às 9h45: Apresentação da campanha de mídia
9h45 às 13h: Plenária final.

Com informações da Contraf

 

Imprima
Imprimir