21 de março: Dia Internacional de Luta Contra a Discriminação Racial

Data reforça a luta por oportunidades e tratamentos igualitários dentro dos bancos

A luta contra o racismo é um dos compromissos do Sindibancários/ES

Em memória ao violento massacre sofrido no ano de 1960 por manifestantes sul-africanos contrários ao regime do Apartheid, o dia 21 de março foi instituído pela ONU como Dia Internacional de Luta Contra a Discriminação Racial. 57 anos se passaram, mas ainda há muito a ser discutido sobre igualdade de oportunidades e combate à discriminação.

De acordo com o II Censo da Diversidade divulgado pela Fenaban em 2014, apenas 24,7% dos bancários atuantes se autodeclaram negros. O dado evidencia a grande desigualdade racial existente no sistema financeiro, que não possui nenhum tipo de ação afirmativa para a inclusão da população negra.

A diretora do Sindibancários/ES, Rita Lima, afirma que o setor é o mais racista de todo o sistema econômico. Rita lembra também que o Censo, por levantar informações que evidenciam as desigualdades estruturais do setor, foi realizado somente mediante pressões da categoria e depois de ação movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT).

“Nós observamos, principalmente nos bancos privados, que há, mesmo que velada, resistência à contratação de negros. Nos bancos públicos a realização de concursos torna o acesso do povo negro aos postos de trabalho mais fácil, mas não exclui a necessidade de políticas inclusivas”, conclui Rita.

Imprima
Imprimir