30M: mais um dia de atos pela educação

Estudantes, profissionais da educação e trabalhadores de diversas categorias vão às ruas contra o corte de verbas para a educação

Estudantes e profissionais da educação, junto com trabalhadores de diversas categorias irão ocupar as ruas novamente, nesta quinta-feira, dia 30, contra os cortes de recursos destinados às universidades e institutos federais anunciados pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub.

Os novos protestos em defesa da educação pública e de qualidade já estão confirmados em ao menos 14 estados do país. A primeira paralisação aconteceu no dia 15 de maio e reuniu mais de 1,5 milhão de pessoas em todo o Brasil.

Em Vitória, o segundo Dia Nacional de Luta pela Educação terá dois pontos de concentração, com parte dos manifestantes saindo da Ufes, campus Goiabeiras, às 18h e parte saindo do Ifes, em Jucutuquara, no mesmo horário.

O Sindibancários/ES está mobilizando os bancários para o ato e estará junto com os demais trabalhadores na concentração marcada para as 16h30, no Instituto Federal.

O novo ato também é uma estratégia para seguir mobilizando na construção de uma Greve Geral contra a reforma da Previdência convocada pelas centrais sindicais para o próximo dia 14 de junho.

“Estaremos nas ruas mais uma vez contra as políticas de desmonte da educação pública e da Previdência Social promovidas pelo governo Bolsonaro. Somos contra essa política de privatização que só atende aos interesses de banqueiros em detrimento às necessidades da população. Amanhã a mobilização será maior e dia 14 de junho é greve geral”, ressalta Carlos Pereira de Araújo (Carlão), diretor do Sindibancários/ES e representante da Intersindical.

 

Imprima
Imprimir