Ação sindical no Banestes de Barra de São Francisco denuncia péssimas condições de trabalho

Por meio da ação sindical foram denunciados problemas como pressões por meta, banco de horas, transferências arbitrárias, entre outros.

A agência do Banestes de Barra de São Francisco encontra-se paralisada desde a manhã desta quinta-feira em virtude de uma ação sindical promovida pelo Sindicato dos Bancários/ES para denunciar as péssimas condições de trabalho vividas pelos trabalhadores e trabalhadoras. Os bancários e bancárias convivem com pressões por meta, pressão para aceitar banco de horas em vez de receber as horas extras em dinheiro, transferências arbitrárias, entre outros.

De acordo com o diretor do Sindibancários, Paulo Soares, antes de realizar a ação sindical a diretoria da entidade buscou dialogar com a gerência de recursos humanos e a presidência do Banestes.

“Conversamos com a gerência de recursos, mas o problema não foi resolvido. Na última terça-feira fomos até o gabinete do presidente do banco, mas ele não estava. Protocolizamos um documento solicitando uma reunião, mas até o momento não tivemos resposta”, diz o diretor do Sindicato.

Os trabalhadores e trabalhadoras apoiam a ação sindical.

“Eles têm nos procurado para dizer que acham positiva a iniciativa e que é preciso melhorar as condições de trabalho na agência, além do relacionamento da gerência com a equipe. É importante destacar que os problemas vividos na agência de Barra de São Francisco acontecem também em outras, principalmente as da Superintendência Regional Norte”, afirma Soares.

Segundo o diretor, o sindicato não descarta a possibilidade de realização de novas ações sindicais caso as reivindicações dos bancários e bancárias não sejam atendidas.

Imprima
Imprimir