Sexta-feira é Dia Nacional de Luta em defesa do BB

Em todo o país, agências serão paralisadas em mais uma ação contra o desmonte do Banco do Brasil, que passa por nova reestruturação com consequentes perdas de direitos para seus empregados e piora do atendimento aos clientes

Nesta sexta-feira, 19, o dia será de luta contra a reestruturação do Banco do Brasil e as consequentes perdas de direitos para os bancários. A ação será realizada em todo o país, e no Espírito Santo as agências da Glória e Centro, em Vila Velha, e de Jucutuquara, Fernando Ferrari e Jardim Camburi, em Vitória, terão a abertura retardada em uma hora. A atividade foi organizada na plenária dos bancários e bancárias do BB nessa quinta-feira, 18, às 18h30, na sede do Sindibancários/ES.

O Banco do Brasil é um dos maiores bancos públicos do país e está novamente na mira do governo Temer para privatização. A nova reestruturação anunciada no início deste ano prevê o encerramento de unidades, centralização de serviços e fechamento de 1200 caixas nas agências em todo o país. Além de prejudicar seus clientes, o banco também ataca os direitos dos seus empregados, que estão sofrendo com a extinção de função, rebaixamento de salários e mudança do local de trabalho, sendo deslocados muitas vezes para longe de suas famílias.

Na última reestruturação, há cerca de um ano, o banco cortou 10 mil empregados, e não houve nenhuma reposição. As mudanças também afetaram a população, que vem sofrendo com o longo tempo de espera de atendimento, após o fechamento de 500 agências e transformação de outras 400 em postos de atendimento em todo o país. Agora, a situação fica ainda mais grave com o fechamento de mais unidades, e muitos clientes serão obrigados a migrarem para correspondentes bancários, que não oferecem todos os serviços e não garantem a segurança necessária.

Imprima
Imprimir