Após 27 dias, bancários do BNB encerram greve. Veja proposta do banco

Reunidos em assembleias na tarde desta terça-feira, 15, os funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) deliberaram pelo fim da greve após 27 dias de paralisação no Ceará, Bahia, Sergipe e Maranhão. Esta mesma decisão já havia sido tomada em Pernambuco e Piauí. Aqui no Espírito Santo, as quatro agências da instituição encerraram a […]

Reunidos em assembleias na tarde desta terça-feira, 15, os funcionários do Banco do Nordeste do Brasil (BNB) deliberaram pelo fim da greve após 27 dias de paralisação no Ceará, Bahia, Sergipe e Maranhão. Esta mesma decisão já havia sido tomada em Pernambuco e Piauí. Aqui no Espírito Santo, as quatro agências da instituição encerraram a greve junto com os outros bancos, no último dia 11.

Em Fortaleza, onde fica a sede do banco, o Sindicato dos Bancários do Ceará defendeu a manutenção do movimento por não haver nova proposta que justificasse a volta ao trabalho, mas foi vencido pela maioria na assembleia.

A proposta do BNB estabelece reajuste de 8% sobre os salários e as verbas, bem como pagamento de PLR mediante a distribuição de 9% do lucro, de acordo com a regra da Fenaban, e ainda uma PLR Social de 3% do lucro, com adiantamento de 60%.

O banco também assumiu o compromisso de contratar 850 novos empregados no período de 1º de setembro de 2013 até 31 de dezembro de 2014, além de aderir ao Programa de Cultura do Trabalhador, visando a concessão de vale-cultura no valor mensal de R$ 50,00 aos seus empregados que recebam remuneração bruta mensal de até 5 salários mínimos, conforme a Lei 12.671/2012. Veja a íntegra da proposta do banco.

Imprima
Imprimir