Aposentados da Caixa reafirmam compromisso em defesa dos direitos da categoria

Bancários e bancárias aposentadas participaram de uma roda de conversa na tarde desta terça-feira, 21, sobre os desafios da Campanha Nacional da categoria deste ano

Bancários e bancárias aposentadas da Caixa se reuniram na tarde desta terça-feira, 21, no auditório do Sindicato, para discutir os rumos da Campanha Nacional 2018 e traçar estratégias para resistir às inúmeras tentativas de retirada de direitos.  A roda de conversa foi uma iniciativa do Sindibancários/ES, da Associação dos Aposentados da Caixa (AEA),  da Apcef-ES e da Agecef-ES, e foi espaço de  fortalecimento da luta da categoria.

Os aposentados discutiram sobre as principais ameaças aos empregados da Caixa, como a mudança no Estatuto da Caixa, a publicação das resoluções da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR) – que atacam diretamente os planos de saúde de autogestão de trabalhadores de 147 estatais, dentre elas a Caixa – e a intransigência do banco nesta Campanha Salarial.

Diante desse cenário, bancários e bancárias aposentados vão fortalecer a Campanha Nacional da categoria, participando das assembleias, dos piquetes, em caso de greve,  e contribuindo com a mobilização dos bancários da ativa.

“Nossa campanha neste ano é totalmente atípica e a vitória da categoria dependerá também de nós, aposentados. Vamos ter que voltar para a luta nos piquetes. Só de pensar que podemos perder o Saúde Caixa, já é temeroso. Por isso, estamos juntos nessa luta e não vamos deixar a peteca cair. Precisamos estar juntos, seja gerente ou técnico bancário que acabou entrar na Caixa. Está todo mundo no mesmo barco”,  destacou Antonia Alzira de Almeida, bancária da Caixa aposentada há oito anos.

O encontro também mostrou a força de mobilização dos bancários da Caixa, com a união das diversas entidades representantes dos trabalhadores da Caixa.

“O momento é tão delicado na história da Caixa que estamos conseguindo unir bancários ativos e aposentados. Isso mostra exatamente quem são os empregados da Caixa, mobilizados e unidos para lutar por direitos. Diante do momento em que estamos vivendo, essa unidade é fundamental e, tão importante quanto a participação dos ativos, é imprescindível a presença dos aposentados nesta luta. O que está em jogo são os direitos de todos os bancários e bancárias da Caixa, tanto da ativa como aposentados, independente do cargo que ocupam”, enfatiza a diretora do Sindibancários/ES, Lizandre Borges.

 

 

 

 

 

Imprima
Imprimir