Associados conseguem barrar alterações na Banescaixa

Proposta do banco era indicar presidente do Conselho Deliberativo e instituir voto de minerva. Bancários rejeitaram mudanças por unanimidade.

Foram rejeitadas por unanimidade as propostas de alteração estatutária da Banescaixa, que pretendiam dar ao banco poder de indicar diretamente o presidente do Conselho Deliberativo e instituir o voto de minerva. A assembleia aconteceu na tarde desta quinta-feira, 25, e contou com grande participação dos empregados.

“Essa foi uma vitória importante dos associados. Os banestianos entenderam que as alterações propostas pelo banco eram para retirar o poder de decisão das mãos dos associados. A assembleia teve uma forte participação dos bancários e isso foi decisivo derrubar a proposta”, destaca o diretor do Sindibancários/ES, Jessé Alvarenga.

Com a rejeição da proposta o estatuto da Banescaixa segue inalterado. Atualmente, o Conselho Deliberativo é composto por quatro membros: um indicado pelo Banestes, outros dois indicados pela Banespar e Baneses, além do representante eleito pelos empregados no Conselho de Administração do banco, que assume automaticamente uma cadeira no Conselho da Banescaixa. São esses quatro representantes os responsáveis de eleger, entre eles, o presidente do Conselho de Administração da Caixa de Assistência, e não há no estatuto previsão de voto de minerva.

Imprima
Imprimir