Atenção bancários: banco de horas negativas é ilegal!

Totalmente ilegal nos âmbitos da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e do Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2015 (ACT), o banco de horas negativas tem sido usado em agências da Caixa no Espírito Santo conforme apurou o Sindibancários/ES, após receber denúncias de empregados capixabas. De acordo com as denúncias, o banco de horas negativas tem sido […]

Totalmente ilegal nos âmbitos da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) e do Acordo Coletivo de Trabalho 2014/2015 (ACT), o banco de horas negativas tem sido usado em agências da Caixa no Espírito Santo conforme apurou o Sindibancários/ES, após receber denúncias de empregados capixabas.

De acordo com as denúncias, o banco de horas negativas tem sido produzido por meio da liberação dos bancários pelas chefias, gerando um débito de horas a serem pagas posteriormente.

A prática tem sido usada com frequência nas baterias de caixa em dias de pouco movimento nas agências. O Sindicato enfatiza que a prática é irregular e deve ser repudiada pelos trabalhadores.

A representação dos bancários vai levar à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do ES (SRTE-ES) as denúncias recebidas nesta semana e orienta os trabalhadores a procurarem os delegados e diretores sindicais ou entrar em contato diretamente por telefone, caso isso esteja acontecendo em sua agência.

ORIENTAÇÃO AOS BANCÁRIOS

A liberação do empregado por interesse da unidade antes do término das jornadas de trabalho regulamentadas pela CLT e pelo ACT deverá ser abonada pelo banco para que não sejam geradas horas negativas. Em caso de compensação, o acordo deverá ser negociada previamente entre o gestor imediato e o empregado, com no mínimo cinco dias úteis de antecedência, conforme a cláusula 6ª, parágrafo 3º da ACT.

Os empregados da CEF devem computar no ponto eletrônico a totalidade da jornada de trabalho com as horas extras realizadas no dia. A anotação paralela das horas extraordinárias, indica o Sindicato, é prejudicial, pois mascara a necessidade de ampliação do quadro funcional nas agências, desmobiliza a luta pela valorização do trabalhador e causa prejuízos financeiros à categoria.

Mais informações no Sindibancários/ES, Rua Wilson Freitas, nº 93, Centro, Vitória, ES, das 9 às 18h ou pelos telefones (27) 3331 9991 e (27) 3331 9992.

Imprima
Imprimir