Atenção bancários: direção do BB fez descontos indevidos

Banco do Brasil descontou indevidamente vales-refeição e alimentação dos empregados capixabas e, arbitrariamente, também considerou dia de greve como falta não justificada

O Banco do Brasil (BB) descontou indevidamente dos bancários e bancárias um dia do vale-alimentação e vale-refeição durante a greve da Polícia Militar do Espírito Santo, ocorrida em fevereiro deste ano. Para ter o reembolso desse valor, os bancários devem fazer uma solicitação ao “Fale com a Dipes”. Com a paralisação da PM e a consequente ausência de policiamento nas ruas, muitos trabalhadores não puderam sequer sair de casa.

O desconto foi de um dia nos vales-alimentação e refeição e o código usado para a ausência foi “478 – outros abonos”. Os bancários e bancárias devem verificar no extrato dos vales do mês de março de 2017 (ARH – BERNEFÍCIOS) e caso os benefícios tenham sofrido desconto devem realizar a solicitação de reembolso.

Greve Geral

Em um total desrespeito ao direito de greve, o BB também considerou a ausência do dia 28 de abril, dia da greve geral dos trabalhadores, como “falta não abonada código 308”, ou seja, falta não justificada. O Sindibancários/ES já está tomando todas as providências cabíveis para que o dia descontado dos bancários e bancárias seja reembolsados, uma vez que falta por participação em greve deve ser considerada como ausência justificada, conforme garante a Constituição Brasileira.

Além disso, o Sindibancários/ES cumpriu todas as determinações legais de comunicação da greve, com publicação prévia de edital no jornal estadual para convocação de assembleia (realizada no dia 19/04) referente ao assunto. Além disso, o movimento contou com ampla divulgação nos informativos da categoria e foi anunciado por sindicatos, centrais sindicais e movimentos sociais de abrangência no país inteiro.

Imprima
Imprimir