Ato Político Cultural abre calendário de comemorações dos 80 anos do Sindicato

A noite da última terça-feira, 14, foi marcada pela realização do Ato Político Cultural em homenagem aos 80 anos do Sindicato dos Bancários/ES. O evento, que aconteceu no Centro Sindical, no Forte São João, em Vitória, abriu o calendário de comemorações dos 80 anos do Sindicato. O ato contou com atrações culturais e uma homenagem […]

A noite da última terça-feira, 14, foi marcada pela realização do Ato Político Cultural em homenagem aos 80 anos do Sindicato dos Bancários/ES. O evento, que aconteceu no Centro Sindical, no Forte São João, em Vitória, abriu o calendário de comemorações dos 80 anos do Sindicato. O ato contou com atrações culturais e uma homenagem a bancários e bancárias que contribuíram para a trajetória de 80 anos da entidade.

Compuseram a mesa de abertura o coordenador geral do Sindicato; Carlos Pereira de Araújo (Carlão), a diretora do Sindicato; Rita Lima, pelo presidente da Confederação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf); Carlos Cordeiro, o representante da Federação dos Trabalhadores do Ramo Financeiro Rj/ES; Sérgio Farias, a coordenadora estadual do Movimento Quilombola do Espírito Santo, Olindina Serafim; o representante da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae), Pedro Eugênio; o representante da Associação Nacional dos Funcionários do Banco do Brasil (ANABB), Fernando Amaral; o representante do Movimento Passe Livre (MPL), Alan Sauer; e a integrante do Fórum de Mulheres, Edna Martins.

De acordo com Carlão, a categoria bancária se destaca por ter como tradição a luta. “As bandeiras de luta vão além daquelas ligadas especificamente à categoria. Os bancários estão sempre comprometidos com a construção de uma sociedade justa, igualitária. E é essa busca pela transformação social que fez com que o Sindicato chegasse aos 80 anos”, afirma Carlão. Rita Lima destacou a grande contribuição das mulheres no fortalecimento da luta da categoria bancária. “Muitas mulheres lutaram junto com os homens pelos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras. Elas também abriram caminho para que outras mulheres participassem ativamente do movimento sindical. É importante fortalecer e ampliar cada vez mais a atuação da mulher no movimento sindical para avançarmos na luta pela igualdade de oportunidades, por uma sociedade sem sexismo”, afirma Rita Lima.

O presidente da Contraf falou da importância do movimento sindical na organização dos bancários. “Todos nós aqui presentes temos algo em comum, pois nascemos na classe trabalhadora. Contudo, não nascemos sindicalistas, e sim, nos tornamos sindicalistas, optamos por isso. Essa opção vem do conhecimento da nossa realidade e, também, dos exemplos que temos no movimento sindical. E aqui no Sindicato dos Bancários do Espírito Santo temos grandes exemplos de lideranças sindicais sérias e comprometidas com a categoria, que certamente despertam em muitos a vontade de ajudar a contribuir na organização dos bancários”, diz Carlos Cordeiro.

Durante o evento foram entregues placas de homenagem aos bancários e bancárias que contribuíram para a trajetória de 80 anos da entidade, entre eles, presidentes, coordenadores, diretores, diretoras, bancários de base, trabalhadores que fizeram parte do Movimento de Oposição Bancária (MOB) e os que ingressaram no movimento sindical bancário depois de 98. Também foram homenageados funcionários e prestadores de serviço do Sindicato, além da Associação do Pessoal da Caixa Econômica Federal (APCEF), entidade parceira.

O bancário Lúcio Faller se sentiu honrado ao ser comunicado que seria homenageado. “Agradeço muito ao Sindicato pela homenagem. Me sinto muito feliz de fazer parte dessa história desde a década de 70, quando passei a participar das lutas do movimento sindical bancário”, diz a Lúcio. A assistente de políticas permanentes Geruza Cruz Venturin, que trabalha há 31 anos no Sindicato, foi uma das funcionárias homenageadas. “Para mim essa homenagem é um grande reconhecimento ao meu trabalho. Com certeza foi um momento que marcou muito a minha vida”, afirma Gerusa.

O vice-presidente da APCEF, Edmar Martins, que, durante a homenagem, representou o presidente da entidade, Titony Barcellos Passos, salienta que a parceria entre a associação e o Sindicato trouxe grandes conquistas para os trabalhadores da Caixa Econômica. “Lutamos juntos em diversos momentos e alcançamos grandes vitórias. Uma delas foi a jornada de seis horas, além do reconhecimento de que somos bancários, garantindo nossa sindicalização”, recorda Edmar.

As comemorações dos 80 anos do Sindicato contarão com outras atividades no decorrer do ano, como seis jornais comemorativos, exposição itinerante de materiais que contam a trajetória do Sindicato, como fotos e vídeos, além dos lançamentos de um documentário e de um livro.

Clique aqui para ver as fotos do evento

Imprima
Imprimir