Bancários capixabas da Caixa participam do 31° Conecef para definir pauta da Campanha Salarial 2015

Bancários da ativa e aposentados da Caixa participam, nesta sexta-feira, sábado e domingo (12 a 14 de junho), do 31º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal (Conecef), em São Paulo. Com o tema “Unidade para conquistar”, o Conecef será espaço de debate e definição da pauta de reivindicações dos bancários da Caixa, que […]

Bancários da ativa e aposentados da Caixa participam, nesta sexta-feira, sábado e domingo (12 a 14 de junho), do 31º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa Econômica Federal (Conecef), em São Paulo. Com o tema “Unidade para conquistar”, o Conecef será espaço de debate e definição da pauta de reivindicações dos bancários da Caixa, que será levada para as negociações da mesa permanente. Os bancários do Espírito Santo serão representados por 11 delegados e um observador, eleitos no Congresso Estadual da categoria realizado em maio.

Ao todo, mais de 400 delegados de todo o país vão participar do evento. O debate sobre análise de conjuntura terá a participação do jornalista econômico Luiz Nassif. Também vão participar Fernando Neiva e Maria Rita Serrano, representantes dos trabalhadores no Conselho de Administração da Caixa.

Funcef

O déficit da Funcef também será um dos temas de debate no 31° Conecef. Serão discutidos os investimentos que mais impactaram negativamente no resultado do fundo de pensão dos empregados da Caixa, assim como as medidas para reverter essa situação e o plano de equacionamento. Um dos debatedores da mesa será Maurício Marcellini Pereira, diretor de Investimentos da Fundação. Também estarão presentes Antônio Luiz Fermino, conselheiro eleito e delegado do 31º Conecef, e Felipe Freire de Miranda, economista e técnico do Dieese – subseção Fenae.

Um dos avanços do 31º Congresso Nacional dos Empregados da Caixa é a ampliação da cota de gênero. As delegações devem procurar atingir o percentual de 50% em 2015, com a manutenção do corte em 40% para quem não atingir a cota. O Espírito Santo atingiu a cota e a delegação capixaba tem a participação de seis bancárias. O Conecef, inclusive, foi um dos primeiros fóruns de trabalhadores a debater a questão de gênero, sendo essa uma conquista histórica.

“É importante que seja garantida paridade de gênero no Congresso. Isso é um importante avanço. E o Conecef além de ser um importante espaço de unificação da categoria para enfrentar a campanha, mas também é um momento em que precisamos estar atentos para combater a retirada de direitos, principalmente diante da ameaça da terceirização e da abertura de capital da Caixa”, destaca a diretora do Sindibancários/ES e delegada capixaba no 31° Conecef, Rita Lima.

Reivindicações para o 31º Conecef

Entre as propostas que serão apresentadas pela delegação capixaba no 31° Conecef estão: o fim das metas; permanência dos vigilantes nas agências enquanto houver bancários trabalhando e na agência em obras; ATS e licença prêmio para todos; fim dos correspondentes bancários; garantia de delta linear; fim do GDP; manutenção da Caixa 100% pública, dentre outras.

Durante o Congresso, os debates também vão destacar a reivindicação por mais Caixa e por melhores condições de trabalho, com intensificação da luta por novas contratações. O propósito é para que a Caixa contrate um número suficiente de trabalhadores para fazer frente à carência de pessoal.

Delegados

Confira quem são os delegados capixabas para representar a categoria no 31º Conecef:

Ativos:
Delegadas
Renata Rodrigues Garcia
Kerley Soares Herculano
Fabíola Rodrigues Garcia
Lizandre Souza Borges

Suplente:
Milene Ferraresi Paulino
Delegados:
Vinicius de Moraes Moreira da Silva
Igor Bongiovani Tavares de Vasconcellos
Giovanni Riccio

Observador
Edmar Martins André

Suplentes
1º André Luiz de Melo e Camargos
2° Núbio La Terza Revoredo
Aposentados
Rita de Cássia Santos Lima
João Bosco Teixeira
Álvaro Antônio dos Reis
Maria Bernadeth Vieira Martins

Suplentes:
Ângela Maria Fassina Barone Thebaldi
Reginaldo Barcellos C. de Mello

Programação do 31º Conecef

SEXTA-FEIRA – DIA 12 DE JUNHO

9h30 – Debate sobre análise de conjuntura, com o jornalista econômico Luiz Nassif, e Fernando Neiva e Maria Rita Serrano, representantes dos trabalhadores no Conselho de Administração da Caixa.
11h30 – Apresentação e defesa das teses. Foram escritas cinco: ARTBAN (Articulação Bancária da Caixa), CSD (CUT Socialista e Democrática), CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), Intersindical Bancária – Autonomia e Luta e MNOB/Conlutas (Movimento Nacional de Oposição Bancária).
13h – Almoço.
14h30 – Debate sobre a Funcef com Maurício Marcellini Pereira (diretor de Investimentos da Fundação), Antônio Luiz Fermino (conselheiro eleito e delegado ao 31º Conecef) e Felipe Freire de Miranda (técnico do Dieese – subseção Fenae). Tema dessa mesa serão os investimentos que mais impacataram negativamente no resultado do fundo de pensão dos empregados da Caixa, assim como as medidas para reverter essa situação e o plano de equacionamento.
17h30 – Regimento interno.
18h30 – Ato de abertura formal.
21h – Jantar.

SÁBADO – DIA 13 DE JUNHO

9h – Instalação e início dos trabalhos dos grupos.
Grupo 1: Saúde do trabalhador / condições de trabalho / Saúde Caixa. Grupo 2: Funcef / aposentados / Prevhab. Grupo 3: Segurança bancária / infraestrutura das unidades / terceirização. Grupo 4: Caixa 100% pública / contratação / Sipon / jornada. Grupo 5: Isonomia / carreira / GDP. O item da “Organização do Movimento” será debatido em todos os grupos.
2h30 – Almoço.
4h – Retomada dos trabalhos.
16h30 – Plenária geral: apresentação dos relatórios dos grupos.
19h – Jantar.

DOMINGO – DIA 14 DE JUNHO

9h – Plenária geral: debate sobre organização do movimento e outros assuntos.
3h – Encerramento – almoço.

Com informações da Fenae Net.

Imprima
Imprimir

Comentários