Bancários da Caixa obrigados a não trabalhar na véspera de ano novo devem ter horas abonadas

O Sindicato dos Bancários/ES informa que quem foi impedido de optar entre trabalhar ou não no último dia do ano de 2015 deve ter as quatro horas abonadas.  Gestores de algumas unidades da Caixa burlaram as orientações do banco previstas na MN RH035 e obrigaram os empregados a não trabalharem no último dia 31 de […]

O Sindicato dos Bancários/ES informa que quem foi impedido de optar entre trabalhar ou não no último dia do ano de 2015 deve ter as quatro horas abonadas.

 Gestores de algumas unidades da Caixa burlaram as orientações do banco previstas na MN RH035 e obrigaram os empregados a não trabalharem no último dia 31 de dezembro, gerando horas negativas a serem compensadas.

De acordo com as orientações enviadas pela Caixa no dia 11 de dezembro, a jornada de trabalho nos dias 24 e 31 de dezembro seria de quatro horas, sendo abonadas as duas horas restantes. Além disso, conforme a MN RH035, no dia 31 o bancário teria a opção de trabalhar durante as quatro horas ou ter essas horas negativas no banco.

“Em algumas agências os empregados foram todos dispensados arbitrariamente e agora estão com horas negativas no Sipon. Os gestores que impuseram essa condição agiram estrategicamente para que, depois, os bancários ficassem à disposição das unidades, já que há uma redução drástica da dotação orçamentária para horas extras. Além de descumprir uma norma do banco, gerando irregularidades, essa atitude foi uma falta de respeito com os bancários, que não foram sequer ouvidos”, destaca a diretora do Sindibancários/ES, Renata Garcia.

O bancário que tenha qualquer dúvida ou queira denunciar alguma irregularidade deve entrar em contato com o Sindibancários/ES por meio do telefone (27) 3331-9999.

Imprima
Imprimir