Bancários se mobilizam em defesa do Saúde Caixa  

Iniciativa simboliza união dos bancários e bancárias em luta contra a retirada de direitos

Nesta quarta-feira, 20, bancários e bancárias da Caixa de todo o Brasil promoveram mais um dia de manifestação em defesa do Saúde Caixa. Em Vitória, diretores do Sindibancários/ES  visitaram a agência da Caixa Beira Mar, para dialogar com os empregados sobre as graves ameaças ao plano.  A iniciativa faz parte da campanha Saúde Caixa: eu defendo, lançada pela Fenae, Contraf, Fenacef, Fenag, Advocef, Aneac, Social Caixa e Anacef.

As ações em defesa do Saúde Caixa são uma reação dos trabalhadores às novas medidas propostas pelo governo para redução de despesas com os planos de saúde dos empregados das empresas estatais, encarecendo o Saúde Caixa e tornando-o excludente.

Diretora do Sindibancários/ES, Renata Garcia, falou sobre a importância da renovação do Acordo Coletivo para garantir o funcionamento do Saúde Caixa (Foto: Sérgio Cardoso)

“Esse dia foi importante para dialogar com os bancários e bancárias sobre os riscos que as novas resoluções representam para os planos de saúde das estatais. Na prática, essas medidas desobrigam as empresas públicas de arcarem com a responsabilidade com a saúde dos seus empregados, em um momento em que esses trabalhadores enfrentam condições precárias de trabalho e, consequentemente, cresce o número de casos de adoecimento em função do trabalho. O Saúde Caixa está assegurado no nosso Acordo Coletivo. Por isso, mais do que nunca é fundamental garantir a renovação do Acordo para assegurar as cláusulas que regem o Saúde Caixa, inclusive a atual forma de custeio”, enfatiza a diretora do Sindibancários/ES, Renata Garcia.

Resoluções

As resoluções governamentais e a recente alteração no Estatuto da Caixa propõem um limite correspondente a 6,5% da folha de pagamento para a participação da Caixa nas despesas com assistência à saúde dos empregados. As novas regras também permitem prazos de carência, limitam a adesão de novo dependentes, excluem os aposentados, entre outros retrocessos.

Todas as ações programadas culminarão na primeira semana de julho com a celebração do aniversário de 14 anos do Saúde Caixa. No dia 1º de julho de 2004, foi implementado o atual modelo de custeio com a responsabilidade do banco sobre 70% do custo assistencial e 100% das despesas administrativas e operacionais.

Seminário e audiência pública

No dia 28 de junho, as entidades promoverão o Seminário em Defesa dos Planos de Saúde de Autogestão das Empresas Estatais. O evento será realizado em Brasília e contará com a participação de representantes dos usuários do Saúde Caixa, assim como da Cassi, MAS/Petrobras, BNDES e Postal Saúde.

Usuários apoiam PDC 956/18

Está disponível no site da Câmara dos Deputados a enquete sobre o Projeto de Decreto Legislativo (PDC 956/2018), de autoria da deputada federal Erika Kokay (PT-DF), com o objetivo de sustar a resolução da Comissão Interministerial de Governança Corporativa e de Administração de Participações Societárias da União (CGPAR), que determina as alterações no Saúde Caixa. Para acessar a enquete e apoiar o PDC 956/2018, clique aqui.

Imprima
Imprimir