Bancários do Banco do Brasil protestam contra reestruturação na Gecex

Na manhã desta quarta-feira, 26, o Sindicato dos Bancários/ES, trabalhadores e trabalhadoras do Banco do Brasil realizaram um ato na Praça Pio XII e paralisaram as atividades da Gecex Vitória por duas horas. Vestidos de preto, os bancários e bancárias protestaram contra a reestruturação do Banco, que irá centralizar os processos da área internacional em […]

Na manhã desta quarta-feira, 26, o Sindicato dos Bancários/ES, trabalhadores e trabalhadoras do Banco do Brasil realizaram um ato na Praça Pio XII e paralisaram as atividades da Gecex Vitória por duas horas. Vestidos de preto, os bancários e bancárias protestaram contra a reestruturação do Banco, que irá centralizar os processos da área internacional em Belo Horizonte, Curitiba e São Paulo, acarretando no fechamento ou redução da área operacional/negocial de CSA e de Gerências em Vitória, Fortaleza e Caxias do Sul.

A manifestação contou com grande participação e engajamento dos bancários. Durante o ato, foi feita panfletagem para explicar os impactos da reestruturação no atendimento aos pequeno e médio empresários capixabas que lidam com o comércio exterior e ficarão sem o atendimento presencial da gerência de negócios. Isso causará também um grande prejuízo para a economia capixaba, pois o Espírito Santo ocupa hoje a terceira posição no Brasil em volume de negócios internacionais.

“O ato foi importante para envolvermos ainda mais os funcionários e funcionárias, que já estão bastante mobilizados, na luta contra a reestruturação. Além disso, é uma forma de dar visibilidade ao problema. Os protestos realizados não somente aqui no Espírito Santo, mas também em estados como Ceará, São Paulo e Santa Catarina, têm surtido efeito no sentido de interferir no processo. Prova disso é que após a pressão da categoria o prazo para a mudança foi adiada para janeiro de 2015. Porém, o BB não cancelou o processo. Devemos permanecer mobilizados para que ele seja cancelado”, afirma o diretor do Sindicato dos Bancários/ES, Thiago Duda.

Para tentar reverter o processo de reestruturação, o Sindicato procurou parlamentares capixabas e já se articulou com a Assembleia Legislativa, governo estadual, equipe de transição de governo e entidades do comércio exterior. “Com essa medida, o BB precariza o atendimento. Além de trazer prejuízos aos bancários, essa reestruturação causará fortes impactos ao comércio exterior do Espírito Santo, que terá muitas dificuldades para operacionalizar suas transações. É fundamental resistir e lutar para que o BB continue fomentando o desenvolvimento regional e que respeite seus funcionários e clientes”, afirma a diretora do Sindibancários/ES, Goretti Barone.

Leia abaixo ofícios enviados pelo Sindibancários às autoridades competentes e entidades de comércio exterior sobre a reestruturação da Gecex:

Ofício enviado ao Governador Renato Casagrande

Ofício enviados ao presidente da Findes, Marcos Guerra

 

Imprima
Imprimir