Bancários do BNB aprovam proposta e encerram greve

Em assembleia realizada na noite dessa quarta-feira, 28, os bancários e bancárias do Banco do Nordeste do Brasil aprovaram a proposta apresentada pelo banco na última segunda-feira, 26, e encerraram a greve que durou 23 dias. A assembleia reuniu mais de 400 bancários. Pelo fim da greve votaram 320 bancários, enquanto que 104 votaram pela […]

Em assembleia realizada na noite dessa quarta-feira, 28, os bancários e bancárias do Banco do Nordeste do Brasil aprovaram a proposta apresentada pelo banco na última segunda-feira, 26, e encerraram a greve que durou 23 dias. A assembleia reuniu mais de 400 bancários.

Pelo fim da greve votaram 320 bancários, enquanto que 104 votaram pela manutenção do movimento. Não houve abstenções. A direção do BNB irá cumprir as cláusulas acordadas com a Fenaban, no entanto importantes reivindicações específicas da categoria foram negadas, como revisão do PCR, mais contratações e melhores condições de trabalho.

“A participação dos bancários e bancárias do BNB na Campanha Nacional 2015 fortaleceu a greve da categoria. Foi essa mobilização dos empregados que pressionou os bancos a garantirem, no mínimo, a reposição da inflação, já que a primeira proposta era de apenas 5,5% de reajuste. Mas, assim como nos demais bancos, a luta pela conquista das reivindicações específicas continua. Os bancários devem permanecer unidos e mobilizados”, destaca o diretor do Sindibancários/ES, João Bosco Teixeira.

Confira a proposta específica do BNB

  • Pautar até 30/11/15 a discussão de agenda para negociação do acordo específico para implantação do Ponto Eletrônico em todas as unidades.
  • Pautar até 30/11/15 a discussão do calendário para eleição de Conselheiro Representante dos empregados.
  • Suspensão de 3 parcelas de CDC entre os meses de outubro/15 a janeiro/16, mediante manifestação dos interessados.
  • Assinar termo de adesão ao Acordo de Prevenção de Conflitos no Ambiente de Trabalho, da FENABAN.
  • Incluir no curso de integração de novos empregados a abordagem dos temas Ética e Assédios.
  • Identificar, em 30 dias após a assinatura do ACT, as unidades com caixas em substituição prolongada e aguardar 60 dias para abertura de concorrência.
  • Estabelecer mesa temática para análise das condições de trabalho dos técnicos nas áreas de engenharia e arquitetura, comunicação social e analistas de sistemas.
  • Considerar a média das verbas eventuais, pagas ao longo do ano civil, tais como horas extras, substituições de função em comissão, quando do pagamento de 13º, de acordo com o calendário de implantação do ERP.
  • Considerar os eventos do mês na folha de pagamento de próprio mês, de acordo com o calendário de implantação do ERP.
  • Priorizar o desenvolvimento de tecnologia para gerenciamento auxiliar da utilização/indenização das ausências abonadas, como já ocorre com as folgas.
  • Abonar um dia por ano para realização de exame médico (periódico), se realizado em localidade distante mais de 100km de sua lotação que impeça cumprir a jornada de trabalho, conforme análise da área de Desenvolvimento Humano quanto às condições de atendimento.

Com informações do Sindicato dos Bancários do Ceará.

Imprima
Imprimir