Bancários do Bradesco saem vitoriosos em ação sobre vale-transporte

Os trabalhadores e trabalhadoras receberão a diferença do vale transporte descontado indevidamente pelo banco

Bancários e bancárias do Bradesco ganharam na Justiça o direito a receberem a diferença do vale-transporte descontado indevidamente pelo banco. São contemplados na ação os empregados que trabalharam e receberam vale-transporte no período de 22 de junho de 2007 até hoje. O Sindibancários/ES entrou com a ação contra o banco após receber denúncias sobre o desconto indevido.

A dedução dos 4% referente ao vale-transporte era realizada pelo Bradesco considerando a remuneração total do bancário no mês. No entanto, conforme determina o artigo 457 da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), destacado pela juíza do Trabalho Andrea Carla Zani na setença, verbas adicionais provenientes de gratificações de função e horas extras, por exemplo, não compõem o salário base do empregado. Portanto, o desconto de 4% deve ser feito apenas sobre o salário base do empregado.

Além de pagar o valor corrigido aos bancários e bancárias, o Bradesco também foi condenado a pagar multa de R$ 23,58 por empregado afetado.

Atenção, bancários!

Em decisão proferida pela 10ª Vara do Trabalho de Vitória foi estabelecida a necessidade de ação individual de liquidação individual para o recebimento do direito garantido na ação. Por isso, para iniciar a liquidação individual os bancários e bancárias contemplados na ação devem procurar o Sindicato para assinar a procuração portando os seguintes documentos:

  • Carteira de Trabalho
  • Cópia Identidade, CPF e dos contracheques do período ou outro documento financeiro que comprove a ocorrência e o valor da parcela descontada a título de vale-transporte, bem como o salário do trabalhador no respectivo mês.

Mais informações pelos telefones: (27) 3331-9999/ (27) 3331-9989/ (27) 3331-9988

Imprima
Imprimir