Bancários se mobilizam em Dia de Luta em defesa da Convenção Coletiva

Segunda rodada de negociação com os bancos acontece nesta quinta-feira, 12

Diretoras e diretores do Sindibancários/ES visitaram agências da Grande Vitória para dialogar com os bancários e bancárias no dia de luta e mobilização em defesa da Convenção Coletiva da categoria (Fotos: Sérgio Cardoso)

Nas vésperas da segunda rodada de negociação, bancários e bancárias de todo o país promoveram nesta quarta-feira, 11, atos em agências e centros administrativos em defesa da Convenção Coletiva da categoria. No Espírito Santo, diretores e diretoras circularam pelas agências da Reta da Penha, em Vitória, do Centro, em Vila Velha, em Laranjeiras, na Serra, e em Campo Grande, Cariacica.

O Dia Nacional de Luta faz parte da Campanha Nacional e teve como objetivo mobilizar bancários e bancárias para pressionar os bancos a assinarem o pré-acordo, garantindo os direitos da categoria previstos na Convenção, e a negociarem a pauta dos bancários na rodada de negociação desta quinta-feira, 12.

“A Campanha Salarial deste ano é diferente das anteriores. Após a reforma trabalhista, nós temos que unir toda a categoria para manter os direitos já conquistados ao longo desses anos com muita luta. Na primeira rodada, os bancos se negaram a assinar o pré-acordo, o que é um sinal muito ruim. Após 31 de agosto, caso o pré-acordo não seja assinado, nossa Convenção Coletiva perde a validade e os bancos podem agir como quiserem, pondo fim a direitos como auxílio alimentação, PLR, entre outros. Por isso é fundamental que toda a categoria esteja atenta, acompanhando e participando das mobilizações pra gente mostrar nossa força e garantir nossos direitos”, enfatiza a diretora do Sindibancários/ES, Lindalva Firme.

A construção de uma Campanha Salarial forte para pressionar os banqueiros depende da mobilização e união dos bancários e bancárias. Delegado sindical da Caixa na agência do Centro de Vila Velha, José Luis Pazini, falou sobre a importância do envolvimento da categoria na Campanha para garantir direitos e avançar na luta por melhores condições de trabalho.

“A precarização das condições de trabalho na Caixa, por exemplo, é visível. O setor dos caixas aqui na agência tinha nove guichês, mas agora tem apenas quatro ou cinco funcionando. E já vão desativar esses guichês, ou seja, não existe sequer a perspectiva de voltar a ter mais empregados atendendo nos caixas. Bancários se aposentaram e não há perspectiva do banco chamar os concursados. No atendimento ao cliente, trabalhávamos com cinco bancários, agora só temos dois. Então a gente sente a precarização todos os dias. Temos que lutar para garantir melhores condições de trabalho também”, destacou.

A segunda rodada de negociação com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) será nesta quinta-feira, 12, às 10 horas.

Acompanhe a Campanha Salarial 

Confira as minutas de reivindicações da Campanha Salarial 2018

Primeira rodada de negociação com a Caixa será no dia 13 de julho 

BNB: Bancários realizam primeira rodada de negociação e assinam acordo do ponto eletrônico 

BB mostra disposição para negociar, mas reunião termina sem avanços concretos

Banqueiros não assinam pré-acordo e primeira rodada termina frustrada

Sindibancários/ES entrega minuta ao Bandes

Sindicato entrega minuta de reivindicações ao Banestes

“Todos por Tudo”! Campanha Nacional é lançada no ES 

 

 

 

Imprima
Imprimir