Bancários protestam contra reforma trabalhista

Projeto de lei faz cerca de 200 alterações na CLT e retira inúmeros direitos da classe trabalhadora brasileira.

Durante o ato foi panfletado jornal sobre os impactos da reforma trabalhista na vida dos trabalhadores e trabalhadoras

O Sindicato dos Bancários realizou um ato de repúdio à reforma trabalhista nesta quinta-feira, 13, na Praça Costa Pereira, no Centro de Vitória. Bonecos dos senadores Rose de Freitas (PMDB), Ricardo Ferraço (PSDB) e Magno Malta (PR), ao lado do presidente Michel Temer (PMDB), foram expostos em praça pública como os traidores do povo capixaba na votação da reforma.

Questionados sobre o que achavam da reforma, muitas pessoas que passavam pela praça não souberam responder à pergunta. “Ainda vou me informar” foi a resposta mais comum, o que mostra a falta de debate sobre um tema que mexe com a vida de todos os trabalhadores brasileiros.

Reforma aprovada

Com 50 votos favoráveis, 26 contrários e uma abstenção, o Senado aprovou na terça-feira, 11, a reforma trabalhista, que segue para sanção do presidente ilegítimo Michel Temer (PMDB). O projeto de lei faz cerca de 200 alterações na CLT, retirando inúmeros direitos da classe trabalhadora brasileira. A reforma representa uma das maiores perdas para os trabalhadores e trabalhadoras nas últimas décadas.

Imprima
Imprimir