Bancários realizam ato público em Camburi

Diretores do Sindicato dos Bancários/ES realizaram um ato público em frente à arena do Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia, em Camburi. O protesto, que aconteceu no último domingo, 22, teve como objetivo aproveitar o maior evento de vôlei de praia do país, promovido pelo Banco do Brasil, para denunciar o descaso da […]

Diretores do Sindicato dos Bancários/ES realizaram um ato público em frente à arena do Circuito Banco do Brasil de Vôlei de Praia, em Camburi. O protesto, que aconteceu no último domingo, 22, teve como objetivo aproveitar o maior evento de vôlei de praia do país, promovido pelo Banco do Brasil, para denunciar o descaso da instituição financeira com funcionários e clientes. A atividade fez parte da Campanha Salarial 2013. 

“Por meio do ato mostramos que o Banco do Brasil, cujo slogan diz que é bom para todos, é bom somente para seus acionistas, ou seja, para um pequeno número de pessoas que enriquecem cada vez mais com as altas taxas de juros e tarifas cobrados de seus clientes, além da exploração dos trabalhadores”, afirma o coordenador geral do Sindicato, Carlos Pereira de Araújo, o Carlão.

A promotora de crédito consignado, Cira Silva, concorda com o posicionamento do bancários. “As taxas de manutenção de conta corrente e de cartão de crédito, que são os serviços que eu mais uso, são um absurdo”, afirma Cira. Para o diretor do Sindicato, Derik Bezerra, o ato também foi uma forma de “aproveitar o espaço público para dialogar com as pessoas”.

O diretor do Sindicato, Tiago Duda, acredita que, ao patrocinar o circuito de vôlei de praia, a instituição financeira está preocupada somente em trabalhar sua imagem. “O Banco do Brasil, que deveria investir em programas sociais e na prática de esportes nas comunidades como forma de promover inclusão social, busca patrocinar atividades esportivas com alto grau de elitização e apelo midiático, como vôlei de praia, atletismo e iatismo somente para ganhar visibilidade”, afirma o diretor do Sindicato, Tiago Duda.

PL 4330

Além de dialogar com as pessoas sobre a importância do apoio dos clientes para obter avanços nas reivindicações da categoria, que beneficiam não somente os bancários, mas também o público em geral, os diretores do Sindicato também se manifestaram contra o PL 4330, que amplia a terceirização no país, inclusive, nas atividades fim. Na ocasião, o governador Renato Casagrande, que se dirigia ao circuito de vôlei de praia, conversou rapidamente com os manifestantes e se posicionou contra o projeto de lei. “O PSB já declarou que é contra o PL 4330”, disse Casagrande.

“Vamos intensificar os contatos com as lideranças políticas do Estado com objetivo de retirar da pauta o PL 4330. A declaração do governador Renato Casagrande é um passo importante na ampliação de forças políticas contra a aprovação do projeto de lei”, afirma Carlão.

Veja as fotos do ato público na Praia de Camburi

Imprima
Imprimir