Banco do Brasil paga incorporação de gratificação

O pagamento, que será efetuado amanhã, dia 20, já pode ser consultado pelo sistema interno ou por acesso na conta corrente

O Banco do Brasil informou que vai incorporar a gratificação recebida pelos bancários que exerceram a função gratificada por 10 anos ou mais. O banco adotou a medida em cumprimento da decisão da Ação Civil Pública (ACP) ajuizada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) e federações filiadas. Em primeira instância havia sido concedida liminar determinando o pagamento, que foi mantida com algumas alterações pela segunda instância. O pagamento, que será efetuado amanhã, dia 20, já pode ser consultado pelo sistema interno ou por acesso na conta corrente.

A incorporação da gratificação pela média dos últimos 10 anos decorre da alteração pelo Tribunal Regional do Trabalho da 10ª Região, de uma medida liminar concedida em primeira instância, em razão do mandado de segurança impetrado pelo banco. De acordo com o entendimento do BB, os bancários que recebem atualmente remuneração maior do que a que resultaria com a incorporação da média dos valores recebidos nos últimos 10 anos serão excluídos do recebimento da incorporação.

“Alcançamos êxito devido a resistência que foi construída ao longo do ano. Inúmeros debates e manifestações em prol da defesa dos direitos foram realizados para que a categoria conseguisse manter as suas conquistas. É importante fortalecer a nossa luta”, analisa Maria Goretti Barone, diretora do Sindibancários/ES.

Os bancários e bancárias com mais de 10 anos de comissão que não tiveram suas incorporações registradas na folha de pagamento devem entrar em contato com o Sindicato via e-mail para secretariageral@bancarios-es.org.br, informando nome completo, matrícula, agência (nome e prefixo) e função que exercia.

Os funcionários que têm menos de 10 anos de comissionamento e não foram realocados devem também comunicar ao sindicato com a devida identificação.

Imprima
Imprimir