Itaú e Santander insistem em manter agências abertas e Sindicato contesta

"O Santander e a direção regional do Itaú não estão pensando na saúde física e mental dos bancários e clientes diante da sensação de insegurança que toma conta do Estado”, afirma o coordenador geral do Sindicato", Jonas Freire.

Texto atualizado em 06/02, às 14 horas.

Itaú e Santander são os bancos que insistem em manter as agências abertas nesta segunda-feira, 6, quando o Estado está sem policiamento devido à mobilização dos policiais militares, por meio de seus familiares, que exigem melhores condições de trabalho e salários dignos.

As agências do Banestes também tinham orientação de funcionar, mas no início da tarde, após nova cobrança do Sindicato, a direção do banco decidiu encerrar o expediente e liberar os funcionários a partir das 14 horas.

“O Santander e a direção regional do Itaú não estão pensando na saúde física e mental dos bancários e clientes diante da sensação de insegurança que toma conta do Estado”, afirma o coordenador geral do Sindicato, Jonas Freire. Ele destaca que a situação tende a se agravar ao final do dia, pois a partir das 16 horas os ônibus deixarão de circular, conforme informado pelos rodoviários, o que interfere no deslocamento dos bancários.

Na manhã desta segunda-feira, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e Bradesco permaneceram fechados na Grande Vitória. O Banco do Brasil dispensou os funcionários inclusive do trabalho interno. O Bradesco não abriu as agências e encerrou o expediente interno às 13 horas. No interior do Estado, esses bancos estão adotando medidas de segurança conforme o situação encontrada e várias agências também fecharam.

Desde domingo à noite o Sindicato solicitou, através de nota oficial, que os bancos não abrissem as portas nesta segunda-feira. O pedido foi reforçado hoje, com o envio de ofícios aos bancos. A entidade pede que a suspensão do atendimento nas agências seja mantida até que sejam retomadas as condições de segurança necessárias à execução do serviço bancário.

Solidariedade

O Sindicato dos Bancários lamenta o aumento da violência verificado no último final de semana e ressalta a importância da atuação dos policiais, assim como todos os servidores públicos, que devem ser valorizados na sua atividade profissional. Esperamos que a mobilização seja encerrada por meio do diálogo com as famílias e não com a criminalização do movimento como vem fazendo o Governo Paulo Hartung.

Confira a nota do Sindicato

Para preservar a integridade de bancários e clientes, o Sindicato dos Bancários/ES defende e solicita que as agências bancárias de bancos públicos e privados não abram nesta segunda-feira, 06, em todo o Espírito Santo, até que sejam retomadas as condições de segurança necessárias à execução do serviço bancário.

O Sindicato irá notificar as direções de bancos e entidades patronais ainda na manhã dessa segunda a fim de que nenhum empregado seja exposto à situação de risco.

A Diretoria

 

Imprima
Imprimir