Banestes lucra R$ 121 milhões entre janeiro a setembro de 2015

Na contramão da crise econômica, o Banestes atingiu lucro líquido de R$ 121,8 milhões entre janeiro e setembro de 2015 – valor 19,8% maior que o do mesmo período do ano passado. Os resultados foram divulgados pelo banco nesta quinta-feira, 12, e confirmam a alta rentabilidade do sistema financeiro no Brasil, mostrando que não há […]

Na contramão da crise econômica, o Banestes atingiu lucro líquido de R$ 121,8 milhões entre janeiro e setembro de 2015 – valor 19,8% maior que o do mesmo período do ano passado. Os resultados foram divulgados pelo banco nesta quinta-feira, 12, e confirmam a alta rentabilidade do sistema financeiro no Brasil, mostrando que não há crise para banqueiros, seja no cenário nacional ou estadual.

O coordenador geral do Sindicato dos Bancários/ES, Jessé Alvarenga, avalia que o resultado é fruto do trabalho bancário e que deve ser revertido também em valorização e em melhores condições de trabalho para a categoria. “São os bancários que trabalham cotidianamente para obter os resultados do banco, muitas vezes sob pressão e sem as condições adequadas. Por isso, é importante que o banco priorize mais que o lucro, reconhecendo o trabalho dos empregados com valorização e respeito”, diz Jessé, que também é bancário do Banestes.

Dados

De acordo com o banco, os fatores que influenciaram o desempenho foram as receitas com intermediação financeira, com operações de crédito e de serviços, além do controle de custos operacionais.

Aos acionistas, foi destinado a título de juros sobre capital próprio/dividendos o valor de R$ 39,43 milhões, que corresponde a 32,3% do Lucro Líquido ajustado apurado no período. Já o Patrimônio Líquido do Banestes alcançou, em 30 de setembro, o valor de R$ 1,14 bilhão, avançando 7,7% sobre o saldo de dezembro de 2014. O índice de Basileia apurado foi de 18,7%, mantendo sustentáveis as operações do banco. As carteiras de crédito imobiliário, crédito consignado e microcrédito evoluíram 43,7%, 7,5% e 7,0%, respectivamente.

Também houve ampliação das operações de cartão de crédito com o Banescard. Entre janeiro e setembro, foram mais de 11,9 milhões de operações realizadas com o cartão, o que significa uma elevação de 13,7% sobre igual período de 2014. O valor das transações em compras e saques nas funções de débito e crédito atingiu R$ 893,5 milhões – um crescimento de 12,7% em relação aos primeiros noves meses de 2014.

O volume de operações bancárias nos canais eletrônicos atingiu 22,76 milhões nos nove primeiros meses do ano. 

Imprima
Imprimir