Banestes não apresenta proposta e frustra rodada de negociação

Banco não apresentou nenhuma proposta global para as reivindicações dos bancários. Uma nova rodada de negociação está pré-agendada para quarta-feira

A comissão de negociação do Sindibancários/ES se reuniu na tarde desta segunda-feira, 20, com a direção do Banestes na quarta rodada de negociação específica. Mais uma vez, o banco insistiu em uma proposta com retirada de direitos. Já nas cláusulas econômicas, o Banestes afirma que seguirá a proposta da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). Uma nova rodada foi pré-agendada para quarta-feira, mas ainda será confirmada.

“Essa foi mais uma rodada de negociação frustrada. Os banestianos precisam estar mobilizados e preparados para construir uma greve forte. O Banestes foi o último banco a iniciar as negociações, não apresenta uma proposta global e ainda quer retirar direitos. Esperamos que ainda nesta semana o Banestes apresente uma proposta decente que atenda as reivindicações da categoria, reafirmando os direitos já conquistados e garantindo avanços”, destaca o coordenador geral do Sindibancários/ES, Jonas Freire Santana.

Reivindicações

Dentre os pontos prioritários na pauta dos banestianos está a manutenção do padrão de contratação, com a convocação dos candidatos concursados, e não de empregados terceirizados.  O retorno da homologação no Sindicato, o aumento de delegados sindicais para um por agência, a reposição das perdas históricas em relação aos reajustes garantidos em Convenções Coletivas firmadas com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) e que não foram repassados aos banestianos e a defesa da Banescaixa também estão entre as prioridades.

O Adicional por Tempo de Serviço (ATS),  o aumento da contribuição do banco à Fundação Banestes (Baneses) de 9% para 15%  e a manutenção da contribuição enquanto o empregado tiver vínculo com o patrocinador também são pontos prioritários a serem defendidos nesta negociação.

 

 

 

 

Imprima
Imprimir