BB tem aumento de 28% no lucro em 2015 e mostra que crise não atingiu setor financeiro

Em 2015 o Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 14,4 bilhões, segundo informações divulgadas pela instituição financeira. Esse resultado, de acordo com o BB, foi 28% superior ao alcançado em 2014, ano em que o lucro foi de R$ 11,24 bilhões. Para o diretor do Sindicato dos Bancários/ES, Thiago Duda, os dados mostram […]

Em 2015 o Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 14,4 bilhões, segundo informações divulgadas pela instituição financeira. Esse resultado, de acordo com o BB, foi 28% superior ao alcançado em 2014, ano em que o lucro foi de R$ 11,24 bilhões. Para o diretor do Sindicato dos Bancários/ES, Thiago Duda, os dados mostram que não há crise para banqueiros.

“Assim como os outros bancos, o BB teve um aumento significativo no lucro em relação aos anos anteriores”, destaca. Ele aponta como alguns dos motivos para o crescimento da lucratividade da instituição financeira a expansão do atendimento digital e a redução do número de agências.

“Com o atendimento digital o banco aumenta receita sem arcar com encargos trabalhistas. Diminuir a quantidade de agências também é uma forma de reduzir custos, e quem sai prejudicado é o cliente, pois essa medida causa a total precarização do atendimento”, afirma Thiago.

Segundo dados divulgados pelo BB em sua Análise de Resultados, contida no site da instituição financeira, o produto bancário por funcionário aumentou 31,4% em dois anos, chegando a R$ 247.000,00, ou seja, cada funcionário rende ao Banco do Brasil esse valor anualmente. “Enquanto isso, esses mesmos trabalhadores têm que estar sempre mobilizados para obter um reajuste anual, caso, contrário, se depender do banco, seus salários ficam estagnados”, enfatiza Thiago.

Ainda segundo a Análise de Resultados, em dezembro de 2014 o BB tinha 111.628 bancários. Em dezembro de 2015 esse número havia reduzido para 109.191, ou seja, são 2.437 trabalhadores a menos.

Imprima
Imprimir

Comentários