BB quer fechar 69 agências e postos de atendimento

A decisão foi aprovada em reunião do Conselho de Administração. Segundo o BB, serão fechados agências e postos de atendimento sinistrados em 13 estados. Para a diretora do Sindibancários Goretti Barone a real intenção com essa iniciativa é intensificar o desmonte da instituição financeira

Foi aprovado na última reunião do Conselho de Administração do Banco do Brasil o fechamento de 69 agências ou postos de atendimento em 13 estados brasileiros. A maioria delas está localizada em cidades do interior. De acordo com o BB, as agências ou postos a serem fechados são sinistrados, ou seja, atacados por explosivos. Com o fechamento, milhares de clientes, entre eles, aposentados, agricultores e pequenos empresários, precisarão se deslocar para as cidades mais próximas para fazer transações bancárias, retirar dinheiro ou benefícios previdenciários. Para muitos, isso significa percorrer milhares de quilômetros.

Segundo a diretora do Sindicato dos Bancários/ES Goretti Barone, na verdade o argumento do BB de que fechará agências sinistradas é uma forma de esconder o real motivo pelo qual o banco está tomando essa iniciativa.

“O fechamento das agências e postos de atendimento, na verdade, faz parte da política de governo de desmonte dos bancos públicos, com intenção de favorecer ao mercado financeiro privado. Quanto às agências sinistradas, esse é um problema que deve ser resolvido pela instituição financeira buscando diálogo com o município e com o Estado para debater sobre a questão da segurança, e não optar pela escolha mais fácil, que é fechá-las”, destaca.

Uma prova de que o fechamento de agências e postos de atendimento faz parte da política de desmonte do banco é que em todo o Brasil já foram fechadas mais de 700 agências do BB no primeiro semestre de 2017. Além disso, a instituição financeira quer reduzir 18 mil funcionários e funcionárias até o final de 2018. Uma das formas de alcançar essa meta é por meio do Plano de Aposentadoria Voluntária. Vários cargos foram extintos, outros, reduzidos, como supervisores de atendimento, gerente de relacionamento do atendimento e assistentes de negócios.

Imprima
Imprimir