BNB não apresenta propostas em terceira rodada de negociação

Na segunda-feira, 15, ocorreu a rodada de negociação específica do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), em Fortaleza. A rodada teve início na sexta-feira, 12, quando foram discutidas propostas de piso salarial e Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Na segunda, 15, os principais itens discutidos foram o PCR e o PFC. Não houve apresentação […]

Na segunda-feira, 15, ocorreu a rodada de negociação específica do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), em Fortaleza. A rodada teve início na sexta-feira, 12, quando foram discutidas propostas de piso salarial e Participação nos Lucros e Resultados (PLR). Na segunda, 15, os principais itens discutidos foram o PCR e o PFC. Não houve apresentação de propostas por parte dos representantes do BNB.

“Mais uma vez o BNB não apresentou propostas. O mesmo aconteceu nas rodadas de negociação do Banco do Brasil e da Caixa. Isso mostra o descaso do Governo Federal com os bancos federais e seus trabalhadores e trabalhadoras. Cabe aos bancários e bancárias resistir, participar das mobilizações e aderir à greve caso a categoria decida que ela é necessária para haver avanços nas negociações”, defende o diretor do Sindicato dos Bancários/ES, João Bosco Teixeira. 

A proposta de PCR prevê aumento de níveis, elevação do piso e aumento do insterstício. Além disso, os trabalhadores e trabalhadoras reivindicam a instalação do sistema de ponto eletrônico, pagamento do vale-cultura e da PLR de 2012, solução previdenciária para o plano de benefício definido (BD) da Capef, concessão de licença prêmio para todos os funcionários que ainda não usufruem esse direito e custeio integral das despesas da Camed naquilo que exceder as receitas oriundas dos descontos em folha.

A próxima rodada de negociação será marcada, provavelmente, para os dias 22 e 23.

Imprima
Imprimir