Caixa descumpre “pitstop” e Sindicato cobra providências

Em reunião com a Superintendência Regional Norte da Caixa, na última sexta-feira, 03, o Sindicato dos Bancários/ES cobrou do banco o cumprimento do intervalo de descanso e denunciou a postura e cobrança excessiva dos gestores. A entidade tem recebido diversas queixas de que, por conta das reclamações sobre o tempo de espera para o atendimento, […]

Em reunião com a Superintendência Regional Norte da Caixa, na última sexta-feira, 03, o Sindicato dos Bancários/ES cobrou do banco o cumprimento do intervalo de descanso e denunciou a postura e cobrança excessiva dos gestores.

A entidade tem recebido diversas queixas de que, por conta das reclamações sobre o tempo de espera para o atendimento, muitas agências estão descumprindo o “pitstop” – intervalo de descanso de 10 minutos a que o bancário tem direito a cada 01 hora de trabalho. Além disso, tem sido observada a presença ostensiva de supervisores de caixa, gerentes de atendimento e até gerentes gerais fiscalizando o trabalho dos caixas, prática que pode ser caracterizada como assédio moral.

“A Caixa divulga um ótimo atendimento, mas não garante a contratação de pessoal suficiente. Os bancários não podem pagar essa conta. Um atendimento mais rápido só será possível com a contratação de mais empregados e com a ampliação do horário de funcionamento do banco, respeitando a jornada de 06 horas dos bancários. Não é justo os funcionários serem punidos, podendo ter a saúde comprometida e perdendo direitos conquistados em função de uma política do banco”, afirma Rita Lima, diretora do Sindicato dos Bancários/ES.   

Embora tenha negado que essa seja uma prática do banco, o superintendente garantiu que tomará as providências para que esses problemas não voltem a acontecer. 

Imprima
Imprimir