Caixa divulga cartilha de ergonomia, mas mantém péssimas condições de trabalho

Mantendo política de sobrecarga de trabalho e mobiliário inadequado, banco faz com que cartilha seja impossível de ser seguida.

Cadeiras quebradas, piso elevado nos caixas, mesas inadequadas. Essa é a realidade de muitas agências da Caixa. Mesmo sem oferecer as condições adequadas para o trabalho, a Caixa lançou recentemente a Cartilha de Ergonomia para seus empregados. Além de não cumprir a Norma Regulamentadora (NR-17) do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que trata da ergonomia, a Caixa mantém um quadro de escassez de empregados, sobrecarregando os bancários e bancárias.

A Caixa destaca que a Cartilha é voltada para “cuidados essenciais à saúde, segurança e qualidade de vida”. No entanto, a falta de empregados agrava ainda mais a situação de péssimas condições de trabalho oferecidas pela Caixa. Com as agências lotadas, longas filas de clientes para atender, além das demandas administrativas, bancários e bancárias não conseguem fazer a parada regulamentar, conforme prevê o Acordo Coletivo da categoria.

“Essa é uma cartilha impossível de ser seguida, tendo em vista que a Caixa não oferece condições dignas de trabalho aos seus empregados. Além disso, os bancários têm cumprido uma jornada extenuante de trabalho, com sobrecarga de tarefas e pressão para o cumprimento de metas. Mais necessário do que divulgar uma cartilha como essa, é a Caixa cumprir a NR-17 e garantir a qualidade de vida e bem estar dos seus empregados. O banco tem um Código de Ética que deve ser seguido pelos bancários, mas mantém uma gestão desrespeitosa com a vida dos seus empregados”, enfatiza a diretora do Sindibancários/ES, Lizandre Borges.

Conforme determina a NR-17, bancadas, mesas, cadeiras e escrivaninhas devem proporcionar ao trabalhador as condições ideias de boa postura, visualização e movimentação adequada do corpo. O mobiliário inadequado pode causar inúmeros problemas de saúde para o trabalhador, como os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT).

 

Imprima
Imprimir