Caixa enrola e não apresenta proposta para os empregados

Trabalhadores do banco exigem proposta e se reunirão no dia 8 em assembleia para avaliação


Mantendo uma postura de desrespeito com os trabalhadores, Caixa Econômica Federal enrola e não apresenta nenhuma proposta para as reinvindicações da categoria durante a mesa de negociação com a Comissão Executiva dos Empregados da Caixa (CEE/Caixa), que aconteceu nesta quinta-feira, 02, em São Paulo.

Todos os itens discutidos foram norteados pela cobrança da manutenção do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) específico dos empregados do banco, como a garantia da PLR e da PLR Social, a manutenção do Saúde Caixa  no modelo tal como foi construído historicamente, o fim dos descomissionamentos de gestantes e a contratação de mais empregados, a revogação do RH 037, que permite a contratação de trabalhadores temporários sem qualquer vínculo empregatício com o banco, entre outros temas.

“A Caixa está enrolando na mesa de negociação, numa postura de total desrespeito com os empregados. Vamos intensificar nossa mobilização. A resposta para o banco será a construção de uma greve forte da categoria para defender nossos direitos. Não aceitaremos retrocessos”, afirma Rita Lima, do Sindibancários/ES.

Nova rodada de negociação foi marcada para o próximo dia 7, na sequência da mesa com a Fenaban, quando o banco promete, mais uma vez, apresentar uma proposta para as reinvindicações dos empregados. No dia 8, os bancários de todo o país realizarão assembleias para avaliação.

Imprima
Imprimir