Caixa lidera ranking de queixas no Banco Central no segundo semestre de 2015

Segundo dados do Banco Central, a Caixa liderou o número de queixas de clientes no segundo semestre de 2015. A instituição financeira, que conta com 77,34 milhões de clientes, recebeu 5.120 reclamações consideradas procedentes. Com isso, registrou um índice de reclamações de 66,20. De acordo com o Banco Central, as principais reclamações são por conta […]

Segundo dados do Banco Central, a Caixa liderou o número de queixas de clientes no segundo semestre de 2015. A instituição financeira, que conta com 77,34 milhões de clientes, recebeu 5.120 reclamações consideradas procedentes. Com isso, registrou um índice de reclamações de 66,20. De acordo com o Banco Central, as principais reclamações são por conta de “irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito”.

“A insatisfação dos clientes é reflexo da má gestão da Caixa, que com Miriam Belchior na presidência está cada vez pior. E certamente as queixas dos clientes irão aumentar, pois a instituição financeira, em vez de solucionar os problemas, quer agravá-los de diversas formas, por exemplo, com um novo Plano de Apoio à Aposentadoria, anunciado nesta semana. Isso vai reduzir ainda mais o número de funcionários, deixando as condições de trabalho e o atendimento ao cliente ainda piores”, afirma a diretora do Sindicato dos Bancários/ES, Lizandre Borges.

Demais bancos no ranking

Em segundo lugar no ranking de reclamações do segundo semestre de 2015 está o Bradesco, com 4.576 reclamações. O banco possui 76,61 milhões de clientes. Com isso, seu índice de reclamações ficou em 59,72. Em terceiro lugar ficou o conglomerado Itaú, banco que possui 59,23 milhões de clientes. Foram registradas contra o Itaú 2.850 reclamações procedentes no período. Seu índice, então, ficou em 47,88 nos seis últimos meses de 2015.

Em quarto lugar, no ranking de reclamações do Banco Central, está o Santander. Com 33 milhões de correntistas, houve 1.333 queixas procedentes no segundo semestre do ano passado, o que resultou em um índice de 40,39. Em quinto lugar ficou o HSBC, que tem 12,67 milhões de clientes. As reclamações somaram 479 nos seis últimos meses de 2015, o que resultou em um índice de reclamações de 37,80.

Imprima
Imprimir

Comentários