Caixa não apresenta proposta de reposição de vagas e empregados se mobilizam por contratações

Na negociação da mesa permanente, ocorrida na quarta-feira, 22, a Caixa frustrou a representação dos trabalhadores ao não apresentar uma estratégia de como serão repostas as vagas dos empregados que saíram da empresa através do Plano de Apoio à Aposentadoria (PAA), que somam cerca de três mil. O posicionamento do banco reforça a necessidade de […]

Na negociação da mesa permanente, ocorrida na quarta-feira, 22, a Caixa frustrou a representação dos trabalhadores ao não apresentar uma estratégia de como serão repostas as vagas dos empregados que saíram da empresa através do Plano de Apoio à Aposentadoria (PAA), que somam cerca de três mil. O posicionamento do banco reforça a necessidade de os empregados intensificarem as mobilizações por mais contratações.

Como parte da campanha “Mais empregados para a Caixa, mais Caixa para o Brasil”, desenvolvida pelos sindicatos de bancários, Fenae, Contraf e Comissão Executiva dos Empregados, serão realizadas atividades de mobilização no dia 6 de agosto em todo o Brasil. Cartazes com a logo da campanha foram encaminhados para as mais de quatro mil agências. Os empregados, sozinhos ou em grupo, devem postar fotos nas redes sociais segurando o cartaz e usando a hashtag #MaisEmpregadosJá. As imagens também devem ser enviadas para o Sindibancários/ES (imprensa@bancarios-es.org.br) e para o e-mail da campanha maisempregadosja@fenae.org.br. No Espírito Santo estão sendo preparadas manifestações em alguns locais de trabalho.

Carência de empregados

A falta de empregados é uma realidade em todas as unidades da Caixa, o que traz sobrecarga de trabalho e adoece os bancários, além de prejudicar o atendimento. Basta olhar nas agências os inúmeros guichês de atendimento vazios e as cadeiras cheias de clientes. No final de 2014, a Caixa tinha 101 mil empregados. Mas neste ano, por meio do PAA, quase três mil trabalhadores deixaram o banco, aumentando a carência de pessoal.

No Espírito Santo foram 107 desligamentos através do PAA. Enquanto isso, 605 concursados aguardam a convocação nos polos de Cachoeiro de Itapemirim, Colatina e Vitória. Do último concurso, cuja validade terminaria neste mês, mas foi prorrogada até julho de 2016, apenas 41 pessoas foram admitidas no Estado.  

A Caixa tem mais de 80 milhões de correntistas e poupadores. Além disso, é no banco que são pagos, todos os dias, milhões de benefícios do Bolsa Família, seguro-desemprego, PIS, abono salarial e as aposentadorias e pensões do INSS. Em média, no país, cada agência tem 17 trabalhadores. No Espírito Santo essa média cai para oito empregados.

Os resultados da Caixa mostram que o banco tem condições de aumentar o número de empregados para melhor atender à população. No ano passado, foram R$ 6,7 bilhões de lucro líquido. Só entre janeiro e março de 2015, mais de R$ 1,5 bilhão. Resultados que vieram graças ao empenho dos empregados e à confiança que milhões de brasileiros depositam há 154 anos na Caixa. 

 

Leia também: 

Bancos fecham 2795 postos de trabalho e Caixa lidera número de cortes

 

Abaixo Assinado pede ampliação do número de funcionários da Caixa

 

 

Imprima
Imprimir

Comentários