Caixa tem nova presidente e bancários reafirmam luta contra a privatização

Sob forte protesto contra a abertura de capital, a nova presidente da Caixa, Miriam Belchior, tomou posse nesta segunda-feira, 23, no teatro da Caixa Cultural, em Brasília (DF). Bancários e representantes de entidades do movimento sindical e associativo marcaram presença na cerimônia e protestaram com gritos de “Não, não, não à privatização. Da Caixa Econômica […]

Sob forte protesto contra a abertura de capital, a nova presidente da Caixa, Miriam Belchior, tomou posse nesta segunda-feira, 23, no teatro da Caixa Cultural, em Brasília (DF). Bancários e representantes de entidades do movimento sindical e associativo marcaram presença na cerimônia e protestaram com gritos de “Não, não, não à privatização. Da Caixa Econômica Federal, eu não abro mão” e cartazes “Eu defendo a Caixa 100% pública”.

A ex-ministra de Orçamento, Planejamento e Gestão assumiu o cargo de Jorge Hereda e tem como uma das principais missões alinhar a forma de gestão com as novas diretrizes do governo para os bancos públicos, empresas estatais e suas fundações. Diante dessa ameaça, os trabalhadores devem ampliar a mobilização e lutar contra o desmonte da Caixa Econômica, como destaca a diretora do Sindibancários/ES e bancária da Caixa, Lizandre Borges. 

“A Caixa é uma instituição forte, que cresce a cada a no e torna-se cada vez mais lucrativa. Além disso, o banco desempenha um importante papel na execução de políticas públicas sociais. Vamos acompanhar a gestão da nova presidente e continuaremos mobilizados contra qualquer iniciativa de abertura de capital da Caixa. Não podemos aceitar que a Caixa se torne mais um banco a serviço do mercado, prejudicando trabalhadores e a população. A Caixa deve continuar 100% pública”, enfatiza.

Diferente dos bancos privados do país, a Caixa tem aumentado a contratação de trabalhadores, apesar do número de bancários ser ainda insuficiente para a demanda do banco. Hoje, a Caixa tem mais de 100 mil empregados que trabalham em 3.362 agências.

Lucro

A Caixa vem crescendo nos últimos anos e somente de janeiro a setembro de 2014, o lucro líquido foi de R$ 5,3 bilhões e as transações somaram R$ 1,72 bilhão. Com 154 anos de história, a Caixa possui um volume de ativos de mais de R$ 1 trilhão.

Semana de mobilização

Esta semana será de intensa mobilização em defesa da Caixa 100% pública. Na próxima sexta-feira, 27, será o Dia Nacional de Luta em Defesa da Caixa 100% Pública. O Ato público será às 10 horas na agência Beira Mar e manifestação nas demais agências com distribuição de carta aberta e abaixo-assinado.

#acaixaédopovo!

Pedido de audiência

Durante os cumprimentos a Miriam Belchior, os representantes dos empregados no CA da Caixa, Fernando Neiva e Maria Rita Serrano demonstraram a insatisfação com a suposta proposta de abertura de capital do banco. Os dois pediram um encontro com a presidente da empresa para tratar do assunto.

Com informações da Fenae.

Imprima
Imprimir