CEE da Caixa solicita suspensão dos PSI´s durante greve

Na tarde desta terça-feira, 30, a Comissão de Empresa dos Empregados da Caixa (CEE) solicitou ao banco a suspensão dos Processos Seletivos Internos (PSI´s) durante a greve da categoria. A medida é para que os bancários grevistas não sejam discriminados nos processos de seleção. A Caixa solicitou 24 horas para responder ao pedido.  “Muitos bancários […]

Na tarde desta terça-feira, 30, a Comissão de Empresa dos Empregados da Caixa (CEE) solicitou ao banco a suspensão dos Processos Seletivos Internos (PSI´s) durante a greve da categoria. A medida é para que os bancários grevistas não sejam discriminados nos processos de seleção. A Caixa solicitou 24 horas para responder ao pedido.

 “Muitos bancários que participam dos PSI´s ficam com medo de aderir ao movimento de greve e sofrer algum tipo de retaliação, se sentindo forçados a irem trabalhar mesmo que a agência esteja fechada para o público. Essa pressão dos gestores é uma prática velada de assédio moral, que impede o livre exercício do direito de greve”, explica Lizandre Borges, bancária da Caixa e diretora do Sindicato dos Bancários/ES.

Lizandre destaca ainda a importância de não ceder a essa prática. “O banco tentará de todas as formas enfraquecer o nosso movimento, porque sabe que só com a adesão massiva da categoria vamos conseguir municiar o Comando Nacional e a CEE para avançarmos nas negociações da mesa única e da mesa específica. Sem luta e sem unidade não obteremos conquistas, daí a necessidade de fortalecer a paralisação. A greve deve se real, e não da boca pra fora”, salienta. 

Imprima
Imprimir