Centrais se mobilizam contra a reforma da Previdência

Entidades orientam fortalecer mobilização os estados, com realização de plenárias e paralisações

Representantes das maiores centrais sindicais do País se reuniram na última terça-feira, 15, para articular a luta contra a reforma da Previdência, que está sendo gestada pelo novo governo e deve ser apresentada em breve.  CSB, CTB, CUT, Força Sindical, Nova Central, CSP – Conlutas, Intersindical e CGTB reafirmaram posição contrária a qualquer proposta de reforma que fragilize, desmonte ou reduza o papel da Previdência Social Pública.

As entidades agendaram para o dia 20 de fevereiro, próximo domingo, uma “Plenária unitária das centrais em defesa da Previdência e contra o fim da aposentadoria”.

A orientação para os trabalhadores e sindicatos é a realização de plenárias estaduais e assembleias para construir a mobilização em torno do tema, decidir formas de luta, greves e paralisações para enfrentar as propostas do governo e alertar os trabalhadores sobre a nefasta proposta de reforma da Previdência e os ataques à aposentadoria.

Imprima
Imprimir