A classe trabalhadora perde mais uma lutadora. Marielle Franco, Presente!

Marielle defendia os direitos humanos, a luta feminista e negra, e denunciava fortemente a violência policial no Rio, com especial atenção à população das favelas.

O Sindicato dos Bancários/ES manifesta profundo pesar pelo assassinato de Marielle Franco, vereadora do PSOL no Rio de Janeiro, e de seu motorista, Anderson Pedro Gomes. A execução brutal que acometeu Marielle e Anderson na noite desta quarta-feira, 14, representa um ataque às trabalhadoras e aos trabalhadores brasileiros e ao projeto de transformação que Marielle representava.

Oriunda da favela da Maré, ela defendia os direitos humanos, a luta feminista e negra, e denunciava fortemente a violência policial no Rio, com especial atenção à população das favelas. Como vereadora, foi nomeada relatora da comissão que acompanhará a intervenção federal no Rio de Janeiro.

Não podemos admitir que os lutadores e as lutadoras do povo continuem sendo assassinados.  A luta por justiça social e pela vida das mulheres permanecerá viva. Marielle Presente! Hoje e sempre.

Imprima
Imprimir