Comando Nacional dos Bancários define calendário de mesas temáticas para 2019

A novidade para o próximo ano foi a criação de mais uma mesa de trabalho com o tema relações sindicais

O Comando Nacional dos Bancários definiu as datas das negociações das mesas temáticas em 2019. O calendário foi fechado em reunião com a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), realizada na tarde desta quinta-feira (22), em São Paulo. A novidade da Campanha Nacional 2018 para os próximos anos foi a criação de mais uma mesa de trabalho com o tema relações sindicais.

Para Carlos Pereira Araújo (Carlão), que representa o Sindibancários/ES e a Intersindical no Comando Nacional, as mesas temáticas são muito importantes para a categoria. “Sobretudo nesse contexto de reforma trabalhista e ainda mais ameaças de retirada de direitos, as mesas temáticas, onde conseguimos debater temas prioritários para a categoria, são fundamentais para que a gente conquiste avanços e não retrocessos como quer o setor patronal”, avalia Carlão.

A mesa temática de Igualdade de oportunidades discute demandas importantes para a categoria sobre a mulher, negros, pessoas com deficiência e questões relacionadas à população LGBT. A mesa temática de segurança discute dispositivos para aumentar a segurança dos bancários nos seus locais de trabalho. A mesa temática que aborda Saúde e Condições de Trabalho estuda casos de bancários que sofram com sobrecarga de trabalho, potencializada com o corte de empregos; cobrança abusiva por metas; assédio moral e outros fatores nocivos à saúde presentes em agências e departamentos. Já a mesa temática da prevenção busca criar políticas de aprimoramento e fortalecimento do instrumento de combate ao assédio moral, estabelecimento de políticas de prevenção, considerando a natureza do instrumento, que trata da prevenção de conflitos nos ambientes de trabalho.

Conheça o calendário de negociações:

12 de março – Igualdade de oportunidades.

27 de março – Saúde.

24 de abril – Segurança.

Julho – Relações sindicais

A data da mesa temática da prevenção de conflitos será definida durante o encontro sobre saúde.

 

Imprima
Imprimir