Comissão de empregados se reúne com Banestes para discutir Plano Salto

Aconteceu na tarde desta quarta-feira, 22, a primeira reunião entre a Comissão dos empregados do Banestes e a direção do banco para discutir a proposta do Plano Salto. A Comissão, coordenada pelo Sindicato dos Bancários/ES, apresentou as críticas da categoria e entregou ao banco uma pauta de reivindicações, cobrando a suspensão imediata da implementação do […]

Aconteceu na tarde desta quarta-feira, 22, a primeira reunião entre a Comissão dos empregados do Banestes e a direção do banco para discutir a proposta do Plano Salto. A Comissão, coordenada pelo Sindicato dos Bancários/ES, apresentou as críticas da categoria e entregou ao banco uma pauta de reivindicações, cobrando a suspensão imediata da implementação do Plano enquanto não estiverem concluídas as discussões com os trabalhadores. 

Um dos pontos enfatizados na mesa de negociação foi a angústia dos funcionários em relação à ameaça de descomissionamento, prevista na proposta inicial do Salto. Após cobrança da Comissão dos Empregados e do Sindicato/ES, o banco garantiu que não irá retirar as comissões a partir de julho.

Segundo o gerente de Recursos Humanos do Banestes, Airton Flávio Diesel, não há previsão de implementação do Salto no mês de julho e o banco estaria apenas fazendo uma divulgação e apresentação da proposta para a categoria.

Outra reivindicação apresentada pelos trabalhadores é a garantia da promoção horizontal, de modo que, a cada ano, todos os empregados tenham promoção com interstício sobre o seu salário. Os trabalhadores criticaram os critérios de promoção por mérito previstos na proposta do Salto, que promovem a concorrência predatória entre os bancários, sem garantia de promoção, e beneficiam apenas alguns funcionários em detrimento do coletivo. A Comissão reivindicou também que o Plano defina critérios objetivos e transparentes para a seleção interna.

O banco se mostrou aberto a discutir as reivindicações da categoria e irá, após análise das propostas, iniciar o processo de negociação, em reunião que já está marcada para a próxima quarta-feira, dia 29, quando a instituição financeira deverá começar a apresentar um detalhamento do Plano Salto.

“Uma das nossas reivindicações foi que o banco apresentasse elementos que permitissem fazer uma avaliação mais completa sobre o plano, para que a categoria possa efetivamente analisar, discutir e construir propostas”, afirma Jonas Freire, diretor do Sindicato dos Bancários e membro da Comissão de negociação.

Para Jonas, a reunião representa um avanço para os trabalhadores do Banestes, fruto da forte mobilização da categoria. “Abrimos um canal de diálogo com o banco graças à união dos trabalhadores. Agora, esperamos que o banco cumpra o compromisso que assumiu, de construir uma proposta coletivamente e que beneficie a todos”, conclui Jonas.

Veja na íntegra as premissas apresentadas Comissão dos Empregados:

– O Banestes deverá suspender imediatamente a implantação do Plano Salto até que sejam concluídas as discussões com a comissão;

– Não será realizada discussão em relação a este plano, enquanto constar na proposta do banco retirada de quaisquer direitos dos trabalhadores.

– Não concordamos com a promoção por mérito que o banco apresenta e suas condicionantes, porque esta promove a concorrência predatória entre os colegas sem garantia de promoção, ou mesmo porque beneficia alguns em detrimento de todos. Queremos discutir a promoção horizontal, caminhando no sentido de que, a cada ano, todos os empregados tenham promoção com interstício sobre o salário de cada um.

– Propomos que o Plano contemple o reconhecimento das contribuições dos bancários do Banestes que já estão há 5, 10, 15, 20, 30 anos ou mais na empresa. Faz-se necessário, por questão de justiça e merecimento, enquadrar estes funcionários dentro do Plano, considerando seu tempo de casa na construção e defesa desta instituição.

– Seleção interna: Defendemos a seleção interna para todos os cargos de chefia/confiança, com critérios objetivos e transparentes já estabelecidos no plano para o comissionamento e descomissionamento (critérios objetivos de ascensão, descenso e lateralidade).

Imprima
Imprimir