Conselho Deliberativo da Previ aprova pagamento de bônus para diretores do fundo de pensão

O Conselho Deliberativo da Previ, segundo informações divulgadas nas redes sociais, aprovou pagamento de bônus de remuneração variável aos Diretores Executivos da Previ. Os valores são iguais aos pagos aos dirigentes estatutários do Banco do Brasil pelos resultados obtidos pelo BB, e não pela Previ, desde 2011, com recursos dos participantes da Previ. De acordo […]

O Conselho Deliberativo da Previ, segundo informações divulgadas nas redes sociais, aprovou pagamento de bônus de remuneração variável aos Diretores Executivos da Previ. Os valores são iguais aos pagos aos dirigentes estatutários do Banco do Brasil pelos resultados obtidos pelo BB, e não pela Previ, desde 2011, com recursos dos participantes da Previ. De acordo com as informações divulgadas, houve empate na votação e para tomar a decisão foi preciso o voto de Minerva do presidente do Conselho Deliberativo, Robson Rocha.

Os votos favoráveis ao pagamento do bônus foram dados pelos representantes do patrocinador: Robson Rocha, Alexandre Corrêa Abreu e Paulo Roberto Lopes Ricci. Os contrários foram dos representantes eleitos: Rafael Zanon Guerra de Araújo, Haroldo do Rosário Vieira e Antônio José de Carvalho. “Como vice-presidente de gestão de pessoas do Banco do Brasil Robson Rocha deveria no mínimo ter mais respeito com os funcionários do BB e associados da Previ. Ele tem o poder do voto de minerva e o usou em detrimento dos trabalhadores”, afirma a diretora do Sindicato dos Bancários/ES, Goretti Barone.

O pagamento do bônus gerou polêmica entre os trabalhadores e trabalhadoras do BB. Afinal, ainda se encontra em debate a questão do teto da contribuição para a Previ dos diretores estatutários do banco, extensivos aos diretores da Previ, que passaram a receber verbas acumuladas. O regulamento da Previ impede que essas verbas sejam incorporadas ao cálculo do salário de contribuição para todos os participantes. Esse assunto ainda não foi resolvido e o Conselho Deliberativo da Previ teria aprovado a distribuição de mais uma parcela dos recursos de todos os funcionários do BB para alguns escolhidos.

“A Previ é um fundo de pensão. O dinheiro é dos trabalhadores. É absurdo querer nivelar o salário dos executivos da Previ com o dos dirigentes do banco. Isso é imoral, antiético, além de ser o uso inadequado do dinheiro dos trabalhadores. Neste ano, sob a alegação de risco para o fundo, a Previ suspendeu o pagamento do Benefício Especial Temporário (BET) antes do previsto em acordo, que era o mês de julho. Como agora, então, há dinheiro para pagar os executivos? Não vamos aceitar essa situação e tomaremos as providências necessárias junto com outras entidades”, diz Goretti.

A Diretoria da ANABB encaminhou pedido de esclarecimento dos fatos à Diretoria Executiva, aos Conselhos Deliberativo e Fiscal da Previ, e a cada um dos membros desses órgãos, inclusive para aqueles que também integram os órgãos diretivos da ANABB. Além disso, a entidade vai se reunir com representantes da Contraf-CUT, Contec, AAFBB e FAABB, na quinta-feira, 14, para que todas as entidades juntas possam discutir propostas a serem formuladas e encaminhamentos a serem tomados para o caso.

Imprima
Imprimir