PLR: devolução da contribuição negocial começa em 15 de abril

A devolução será gradativa, conforme o processamento das listas enviadas pelos bancos. Receberão o reembolso toso os bancários que fizeram a solicitação em 2018.

Bancários e bancárias capixabas que solicitaram a devolução da contribuição negocial em 2018 vão receber o valor referente ao desconto da segunda parcela da PLR a partir do dia 15 de abril. A devolução será gradativa, de acordo com as listas enviadas pelos bancos e com o tempo necessário para o processamento dos dados.

O valor devolvido equivale ao percentual que é repassado ao Sindicato, que é de 70% do total descontado na contribuição negocial (os outros 30% são direcionados para as federações, confederações e centrais, e estão fora, portanto, da responsabilidade do Sindicato). Não é necessário fazer nova solicitação de reembolso, uma vez que todos bancários e bancárias que solicitaram a devolução dentro do prazo, de 15 de outubro a 09 de novembro de 2018, vão receber o valor referente a 70% da segunda parcela da PLR.

Contribuição negocial

A contribuição negocial está prevista na Convenção Coletiva de Trabalho 2018-2020, aprovada em assembleia geral da categoria no dia 29 de agosto de 2018. De acordo com a cláusula, a contribuição negocial é de 1,5% sobre o primeiro salário já reajustado e 1,5% sobre cada parcela da PLR, sendo o valor a ser descontado sobre o salário de no mínimo R$ 50 e de no máximo R$ 250, e sobre cada parcela da PLR o teto é de R$ 210,00.

Imprima
Imprimir