Dia 27 acontece mobilização nacional em defesa da Caixa 100% pública. Participe!

No dia 27 de fevereiro, os empregados e empregadas da Caixa de todo o Brasil estarão mobilizados em defesa de uma Caixa 100% pública. Será o dia de dizer não à abertura de Capital da Caixa e a qualquer tentativa de privatização do banco, que é um dos principais patrimônios do povo brasileiro. Ao longo […]

No dia 27 de fevereiro, os empregados e empregadas da Caixa de todo o Brasil estarão mobilizados em defesa de uma Caixa 100% pública. Será o dia de dizer não à abertura de Capital da Caixa e a qualquer tentativa de privatização do banco, que é um dos principais patrimônios do povo brasileiro. Ao longo dessa semana também irá circular pelas agências um abaixo-assinado em defesa da Caixa 100% pública.

Caso seja adotada pela presidente Dilma Rousseff (PT), a abertura de capital da Caixa colocará em risco o emprego de mais de 100 mil empregados do banco. Com a privatização e o alinhamento ao mercado financeiro privado, aumenta o risco de demissão e a pressão por metas, a perda de direitos e o arrocho salarial. É nesse sentido que a Caixa implementou em 2014 o Programa de Gestão de Desempenho de Pessoas (GDP), já como forma de aproximar a CEF dos padrões de bancos privados.

Com 154 anos de história, a Caixa é a principal responsável pela aplicação das políticas sociais do país, que incluem as áreas de saneamento básico, infraestrutura, seguridade social, habitação e programas de transferência de renda. Criada em 1861, a CEF se tornou o maior banco público do Brasil e a terceira maior instituição financeira do país em ativos totais. Em setembro de 2014, a empresa tinha R$ 1 trilhão em ativos, atrás somente do também público Banco do Brasil, com R$ 1,3 trilhão, e do privado Itaú com R$ 1,1 trilhão.

“Privatizar a Caixa é desrespeitar o povo brasileiro. Só como banco público a Caixa pode cumprir seu papel como agente financiador de políticas públicas e promotor do desenvolvimento. A abertura de capital atende apenas aos interesses do capital internacional e traz conseqüências gravíssimas para toda a sociedade. Trabalhamos muito para fazer desse banco o gigante que é hoje e não vamos aceitar nenhuma medida privatizante”, diz Rita Lima, diretora do Sindicato dos Bancários/ES e bancária da Caixa.

 

Calendário de Luta

25/02 – Ato na Câmara dos Deputados, em Brasília, em defesa da Caixa 100% pública.

25/02 – Reunião envolvendo Sindibancários/ES, APCEF, AEA, AGECEF e ADVOCEF para discutir um Plano local de lutas.

27/02 – Dia Nacional de Luta em Defesa da Caixa 100% Pública. Ato público às 10 horas na agência Beira Mar e manifestação nas demais agências com distribuição de carta aberta e abaixo-assinado.

Participe dessa luta!

Tire uma foto com o cartaz em defesa da Caixa 100% pública que está na sua agência, poste nas redes sociais e envie para o Sindibancários/ES: imprensa@bancarios-es.org.br.

#acaixaédopovo!

Imprima
Imprimir