Dia 29 tem paralisação nacional contra o desmonte do Banco do Brasil

Bancários e bancárias de todo o Brasil vão parar as atividades na próxima terça-feira contra a reestruturação do BB, que pretende reduzir 18 mil funcionários e 700 agências em todo o país. Atividade será organizada em plenária no dia anterior, na sede do Sindicato. Participe!

bb-se-e-publico-e-para-todos

Não vamos nos calar diante desse ataque ao patrimônio público e aos trabalhadores do BB

Contra o desmonte do Banco do Brasil, os bancários e bancárias de todo o país realizam na próxima terça-feira, 29, um dia nacional de paralisação. A intenção é denunciar à sociedade a mais nova investida do governo federal contra o banco público e seus empregados, uma reestruturação que pretende reduzir 18 mil funcionários e fechar mais de 700 agências.

A medida atende aos interesses de mercado e enfraquece o Banco do Brasil como banco público, caracterizando mais uma ofensiva para privatizar o BB. A redução do quadro de empregados será drástica, gera sobrecarga e adoecimento para bancários e bancárias. A população também será penalizada, tendo que esperar ainda mais por atendimento, sem ter reduzidas as tarifas que engordam mensalmente o lucro do banco.

Plenária nesta segunda discutirá paralisação

A organização do dia de luta será feita em plenária na noite da segunda-feira, 28, às 18h30, na sede do Sindicato. Na data, os bancários discutirão as estratégias e a abrangência da paralisação.

Reestruturação prioriza modelo digital

A proposta de reestruturação é parte da estratégia do banco em ampliar o modelo de atendimento virtual, por meio de agências 100% digitais. No sistema financeiro, o investimento em tecnologia da informação tem sido uma das principais ferramentas para redução de custos com pessoal, por meio direto do corte de empregados. A medida vem acompanhada do aumento da exploração e das metas, já que um número muito inferior de trabalhadores precisa assumir todas as demandas antes distribuídas nas agências físicas.

Novo encontro debaterá reestruturação

Uma nova plenária específica para debater as consequências da reestruturação será realizada na quinta-feira, 1º de dezembro, quando o Sindicato pretende debater com os bancários as orientações políticas e jurídicas sobre as mudanças em curso. A atividade será no Centro Sindical dos Bancários, no bairro Forte São João, às 18h30.

Imprima
Imprimir