Dia da bancária e do bancário é comemorado com Campanha nas ruas

No Dia da Bancária e do Bancário, celebrado nesta sexta-feira, 28, diretores do Sindibancários/ES foram às ruas de Campo Grande, em Cariacica, e de Laranjeiras, na Serra, para mobilizar a categoria na luta por melhores condições de trabalho e valorização. Com banda musical e esquete teatral, as ações chamaram a atenção dos bancários e da […]

No Dia da Bancária e do Bancário, celebrado nesta sexta-feira, 28, diretores do Sindibancários/ES foram às ruas de Campo Grande, em Cariacica, e de Laranjeiras, na Serra, para mobilizar a categoria na luta por melhores condições de trabalho e valorização. Com banda musical e esquete teatral, as ações chamaram a atenção dos bancários e da população para as principais reivindicações da categoria, como a contratação de mais empregados.

Ao todo, as ações foram realizadas em 19 agências de bancos públicos e privados. Durante os atos, os diretores reforçaram a importância da mobilização dos bancários para arrancar novas conquistas, e resgataram que foi a luta histórica da categoria por mais direitos que transformou o dia 28 de agosto no Dia da Bancária e do Bancário.

“Já tivemos a primeira rodada de negociação e os bancos negaram as nossas reivindicações. Será preciso muita luta para arrancar novas conquistas. A insatisfação dos bancários com as péssimas condições de trabalho e os baixos salários devem se transformar em mobilização. Além disso, não podemos aceitar a desculpa da crise, porque os bancos continuam obtendo altos lucros”, destaca a diretora do Sindibancários/ES, Renata Garcia.

 C  2791                              Clientes recebem panfletos com as principais reivindicações da categoria. 

Nas ruas e dentro das agências também foram distribuídos panfletos com os principais pontos da minuta geral. “Também dialogamos com os clientes, destacando que as condições de trabalho dos bancários impactam diretamente no atendimento. Por isso, nesta Campanha, uma das principais reivindicações é a contratação de mais empregados”, enfatizou Renata.

Data celebra luta

A história da categoria bancária no Brasil é marcada por muita luta e resistência dos trabalhadores e trabalhadoras à forte repressão dos governos e patrões. Jornada de seis horas, data base, tíquete alimentação, PLR e outros benefícios, foram conquistados às duras penas pelos bancários ao longo desses anos. Diante da ameaça do PLC 30, que libera a terceirização no Brasil e coloca em risco a manutenção desses direitos já conquistados, a categoria deve fortalecer ainda mais a luta nesta Campanha Nacional.

“Parabéns a todos bancários e bancárias pelo dia de hoje. Juntos, vamos continuar na luta por mais direitos e valorização da categoria. Estamos em Campanha Nacional e somente com a mobilização e união de todos vamos garantir mais avanços”, parabeniza o coordenador do Sindibancários, Jessé Alvarenga.

Nesta data, em 1951, teve início uma das mais longas greves da história da categoria. Os bancários cruzaram os braços em forma de protesto durante 69 dias e sofreram forte repressão das autoridades, que prendiam e espancavam os trabalhadores.

Dia do Bancário - Sindicato dos Bancários de São Paulo                           Greve histórica da categoria em 1951. (Foto: Sindicato dos Bancários/SP)

Os bancários e bancárias reivindicavam reajuste de 40%, salário mínimo profissional e adicional por tempo de serviço. No Espírito Santo, a categoria aderiu à greve no dia 05 de setembro. A pauta de reivindicações foi parcialmente aceita, mas os dias de resistência dos bancários tiveram um significado especial e a partir do ano seguinte, o dia 28 de agosto pas-sou a ser o Dia do Bancário e da Bancária.

Imprima
Imprimir

Comentários