Dia da bancária e do bancário é comemorado com festa no Ilha Shows

O dia da bancária e do bancário foi comemorado com uma festa no sábado, 29, no Ilha Shows. O evento foi um momento de confraternização e fortalecimento da categoria para a Campanha Salarial 2015. As atrações musicais foram o Grupo Beba do Samba e o Trio Virgulino. A festa teve, ainda, a participação da Banda […]

O dia da bancária e do bancário foi comemorado com uma festa no sábado, 29, no Ilha Shows. O evento foi um momento de confraternização e fortalecimento da categoria para a Campanha Salarial 2015. As atrações musicais foram o Grupo Beba do Samba e o Trio Virgulino. A festa teve, ainda, a participação da Banda de Congo Nossa da Conceição, da Serra.

Confira as fotos 

Segundo a diretora do Sindicato dos Bancários/ES, Lucimar Barbosa, um dos objetivos da Festa do Dia da Bancária e do Bancário é celebrar as conquistas alcançadas pela categoria. “Temos muitas conquistas para comemorar e que permanecem até hoje, como a jornada de seis horas. Além disso, é uma forma de unir a categoria para enfrentarmos as batalhas da Campanha Salarial atual”, afirma Lucimar.

As expectativas para a Campanha Salarial 2015, segundo o coordenador geral do Sindibancários, Jessé Alvarenga, são bastante positivas. “Mesmo com o falso argumento dos banqueiros de que não podem atender as nossas reivindicações por causa da crise, acreditamos que com união e mobilização vamos alcançar conquistas que constam tanto nas minutas locais, ou seja, do Banestes e do Bandes, quanto nas nacionais”, diz Jessé.

O coordenador geral salienta que a luta contra o projeto de lei da terceirização, que está tramitando no Senado, também é uma das marcas da Campanha Salarial 2015. “O projeto de lei está previsto para ir à votação em novembro. Temos que impedir que seja aprovado, ele prevê a terceirização irrestrita. Assim, será possível terceirizar, por exemplo, as funções de caixa, gerente e técnico bancário. Será o fim da categoria bancária e a perda de conquistas históricas de toda a classe trabalhadora”, afirma Jessé.

O bancário Djalma Benezoli, do Banco de Brasil, também destaca a importância da mobilização para que os trabalhadores tenham êxito na Campanha Salarial. “Será preciso muita luta, muita união e muita persistência. Só assim garantiremos avanços”, diz Djalma.

Celebração da luta

O Dia do Bancário e da Bancária é comemorado no dia 28 de agosto. Nesta data, em 1951, teve início uma das mais lon­gas greves da histó­ria da categoria. Os bancários cruzaram os braços em forma de protesto durante 69 dias e sofreram forte repressão das autoridades, que prendiam e espan­cavam os trabalha­dores.

Os bancários e bancárias reivin­dicavam reajuste de 40%, salário mínimo profissional e adicional por tempo de serviço. No Espírito Santo, a categoria ade­riu à greve no dia 05 de setembro. A pauta de reivindicações foi par­cialmente aceita, mas os dias de re­sistência dos bancários tiveram um significado especial e a partir do ano se­guinte, o dia 28 de agosto pas­sou a ser o Dia do Bancário e da Bancária.

Imprima
Imprimir