Sindicato vai às ruas contra fechamento de agência do BB

A ação contra o fechamento da agência Rio Branco foi realizada na feira livre da Praia do Canto e ganhou o apoio de moradores e comerciantes da região

Ação realizada pelo Sindibancários/ES recebeu apoio dos moradores e comerciantes da região da Praia do Canto (Fotos: Sérgio Cardoso)

Diretoras e diretores do Sindibancários/ES circularam na manhã desta quinta-feira, 02, pela feira livre da Praia do Canto, em Vitória, em mais uma ação contra a reestruturação do Banco do Brasil. A partir de março, a agência Rio Branco, localizada no bairro, será fechada. Centenas de pessoas, entre comerciantes e moradores da região, aderiram ao movimento e registraram o apoio no abaixo-assinado contra o fechamento da unidade.

Diretores do Sindibancários/ES, Goretti Barone e Fabrício Coelho, participaram da ação, onde mais de 300 assinaturas contra o fechamento da agência foram recolhidas (Fotos: Sérgio Cardoso)

“Fomos bem recebidos e muitos clientes da agência participaram ativamente da ação colhendo assinaturas. Essa adesão dos moradores e comerciantes mostra o quanto eles estão preocupados com as consequências do fechamento da agência, principalmente porque não há nenhuma outra agência do BB por perto. Precisamos nos manter mobilizados contra esse desmonte do BB”, destaca a diretora do Sindibancários/ES, Goretti Barone.

O fechamento da agência Rio Branco prejudicará comércio local e dos bairros do entorno. Além disso, os clientes enfrentarão dificuldades de atendimento. As contas dessa unidade serão transferidas para outras agências, mais distantes e que já estão sobrecarregadas.

Moradores e comerciantes da região aderiram ao abaixo-assinado contra o fechamento da agência Rio Branco (Fotos: Sérgio Cardoso)

O abaixo-assinado será entregue ao Ministério Público do Estado e à direção do Banco do Brasil. No início de março, dirigentes do Sindibancários/ES vão à Câmara Municipal de Vitória para falar sobre as graves consequências do fechamento das agências.

Desmonte do BB

Em todo o país, 700 agências serão fechadas, sendo duas no Espírito Santos: agência da Avenida Rio Branco e do Parque Moscoso, que já encerrou as atividades. Além disso, a reestruturação precariza ainda mais as condições de trabalho dos bancários. Ao todo, 60 postos de trabalho já foram reduzidos no Espírito Santo.

Imprima
Imprimir