Dirigentes sindicais reivindicam cancelamento da reestruturação na Caixa

Desde o dia 10 de março, bancários e bancárias da Caixa vêm sofrendo com a reestruturação iniciada pela direção da Caixa. A mobilização para barrar esse processo continua e, em reunião na última quarta-feira, 13, em Brasília, a Comissão executiva dos Empregados (CEE/Caixa) avaliou as consequências da reestruturação e definiu ações estratégicas de resistência a […]

Desde o dia 10 de março, bancários e bancárias da Caixa vêm sofrendo com a reestruturação iniciada pela direção da Caixa. A mobilização para barrar esse processo continua e, em reunião na última quarta-feira, 13, em Brasília, a Comissão executiva dos Empregados (CEE/Caixa) avaliou as consequências da reestruturação e definiu ações estratégicas de resistência a essa medida do banco.

As reivindicações dos bancários discutidas no encontro serão apresentadas à Caixa na tarde dessa quinta-feira, 14, na mesa de negociação. O cancelamento da reestruturação e o respeito aos direitos dos bancários serão as principais reivindicações dos representantes dos empregados junto ao banco.

As medidas foram adotadas pela Caixa sem nenhum diálogo com os trabalhadores e não atendem aos objetivos anunciados pelo programa “Caixa + Forte”. Durante a reunião, as entidades enfatizaram que a reestruturação provoca o enfraquecimento da empresa e tem causado clima de terror entre os bancários.

“Os bancários e bancários devem continuar mobilizados para barrar esse processo e lutar pela manutenção da Caixa 100% publica, por mais empregados e pelo respeito aos nossos direitos. A reestruturação já atingiu diversos setores do banco e gerou um clima de insegurança entre os empregados, já que ninguém sabe para onde será deslocado e quais setores ainda serão extintos. Somos contra todas essas medidas e exigimos que a Caixa respeite os direitos dos seus empregados, mantendo um diálogo aberto com a categoria e com uma gestão transparente”, enfatiza a diretora do Sindibancários/ES, Rita Lima, que participou da reunião.

Mobilização

Durante a reunião, também foi definido a realização de um seminário, em maio, para elaborar um plano de propostas para lutar pelo fortalecimento da Caixa 100% pública e em defesa dos direitos dos bancários. O Sindibancários/ES, assim como diversas entidades sindicais, já entrou com pedido de liminar para impedir a continuidade da reestruturação da Caixa no Estado.

A reunião também com a participação de representante do Sindicato dos Bancários do Maranhão. Os sindicatos dos Bancários de Bauru e do Rio Grande do Norte, também convidados pela CEE/Caixa, não compareceram.

Negociação Permanente

Na reunião desta quinta-feira, 14, da Comissão Executiva dos Empregados com a Caixa, também estarão em pauta: contratação, proposta de substituição do adiantamento odontológico, sistemática da promoção por mérito 2016, ampliação da licença paternidade, Sipon, Funcef, e denúncia de retirada de função de trabalhadoras grávidas.

Com informações da Agência Fenae

Imprima
Imprimir