Em assembleia, Sindicato repudia centrais sindicais que desistiram da greve nacional

Na assembleia foi aprovada a participação dos bancários e bancárias em uma caminhada contra a reforma da Previdência, que acontecerá na terça-feira, 05.

Durante a assembleia realizada na segunda-feira, 04, o Sindicato dos Bancários/ES repudiou centrais sindicais como CUT, Força Sindical e outras, que desistiram da realização da greve nacional contra a reforma da Previdência, que aconteceria no dia 05 de dezembro. Somente a CSP Conlutas e Intersindical – Central da Classe Trabalhadora não apoiaram a desistência.

“É preciso repudiar e registrar a posição recuada das centrais sindicais que desistiram da realização da greve nacional. Foi um erro estratégico. O governo Temer não desistiu de votar a reforma da Previdência, ele está querendo votar o mais breve possível e não está enfraquecido, tanto que prossegue na compra de votos a favor da reforma e tem utilizado a mídia constantemente para falar dela. Se a proposta de reforma do governo realmente estivesse enfraquecida ainda assim seria momento de insistir na mobilização. Precisamos construir a greve, pois os trabalhadores e trabalhadoras não podem aceitar esse ataque aos nossos direitos sem resistir”, diz Carlão.

Por isso, foi aprovada durante a assembleia a participação do Sindicato  na caminhada que acontecerá na terça-feira, 05, saindo de Jucutuquara rumo ao Palácio Anchieta contra a reforma. O ato será feito junto com trabalhadores e trabalhadoras de outras categorias, como professores, técnicos administrativos da Ufes, servidores públicos e movimentos sociais, como o Movimento Estudantil, entre outros. A concentração da caminhada será a partir as 9h30.

Imprima
Imprimir