Entidades sociais realizam ato contra a intervenção no Sindilimpe/ES

Trabalhadores de diversas categorias e dos movimentos sociais capixabas realizaram um ato na tarde desta segunda-feira, 25, em frente à sede do Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo (TRT/ES), em protesto contra a intervenção judicial no Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza Pública, Asseio e Conservação do Estado (Sindilimpe/ES). Desde o início de novembro o […]

Trabalhadores de diversas categorias e dos movimentos sociais capixabas realizaram um ato na tarde desta segunda-feira, 25, em frente à sede do Tribunal Regional do Trabalho do Espírito Santo (TRT/ES), em protesto contra a intervenção judicial no Sindicato dos Trabalhadores de Limpeza Pública, Asseio e Conservação do Estado (Sindilimpe/ES). Desde o início de novembro o Sindicato está sob intervenção da Justiça do Trabalho, que destituiu a diretoria eleita – a chapa Jogo Limpo – e determinou a realização de nova eleição.

Concentrados em frente ao TRT/ES, os manifestantes distribuíram panfletos à população e fizeram falas em apoio à diretoria destituída. Uma comissão conseguiu se reunir com o Desembargador Presidente do TRT, Marcello Maciel Mancilha, para denunciar o que os movimentos sociais consideram como agressão à autonomia sindical e à livre organização dos trabalhadores.

“Esse processo de intervenção significa um retrocesso na luta e na autonomia sindical conquistada pelos trabalhadores organizados. Queremos chamar a atenção da Justiça do Trabalho, que deveria defender os direitos dos trabalhadores, mas que em alguns casos os agride. Vemos com muita preocupação esse episódio vivenciado pelo Sindilimpe/ES e não podemos admiti-lo, pois a organização dos trabalhadores não pode ser criminalizada”, afirma Haylson de Oliveira, diretor administrativo do Sindipúblicos/ES.

O coordenador geral do Sindicato dos Bancários/ES, Carlos Pereira de Araújo (Carlão), acompanhou a reunião com o desembargador do TRT e também manifestou solidariedade à diretoria do Sindilimpe/ES e aos trabalhadores da limpeza pública, asseio e conservação do Estado.

“Nós damos todo o nosso apoio à diretoria destituída do Sindilimpe/ES por conhecermos a sua postura ética em defesa dos trabalhadores da área de limpeza. Há anos esse grupo implementa um trabalho árduo na luta pela dignidade dos trabalhadores da categoria, e foram legitimamente eleitos pela sua base” destaca Carlão.

A intervenção no Sindilimpe aconteceu um ano após a eleição da nova diretoria e mais de seis meses depois da posse estatutária dos diretores da chapa vitoriosa. O processo eleitoral foi todo acompanhado por uma perita da Justiça do Trabalho, que na ocasião deu posse à diretoria. Essa mesma perita foi designada para realizar o novo processo de eleição. Uma comissão eleitoral foi criada em assembleia antidemocrática, na qual não houve votação dos presentes.

A diretoria destituída do Sindilimpe já entrou com recurso contra a decisão da Justiça do Trabalho, tentando reverter a situação. O processo aguarda julgamento em segunda instância.

 Interveno sindilimpe 1    Interveno sindilimpe 2    Interveno sindilimpe 3    Interveno sindilimpe 4   

Imprima
Imprimir