Falta de empregados faz Ministério Público instaurar inquérito civil contra a Caixa

O procurador Carlos Eduardo Brisolla, da Procuradoria Regional do Trabalho da 10ª Região de Brasília, instaurou inquérito civil contra a Caixa Econômica na sexta-feira, 08, para investigar a falta de convocações dos aprovados no concurso público de 2014. Brisolla está substituindo, durante o mês de janeiro, a procuradora Vanessa Fucina de Carvalho, que tinha arquivado […]

O procurador Carlos Eduardo Brisolla, da Procuradoria Regional do Trabalho da 10ª Região de Brasília, instaurou inquérito civil contra a Caixa Econômica na sexta-feira, 08, para investigar a falta de convocações dos aprovados no concurso público de 2014. Brisolla está substituindo, durante o mês de janeiro, a procuradora Vanessa Fucina de Carvalho, que tinha arquivado o processo no início de dezembro.

O que motivou o procurador a instaurar o inquérito civil foi o fato de menos de 8% do total de aprovados no concurso terem sido convocados e o descumprimento da cláusula 50 do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) 2014/2015, que previa a contratação de 2 mil novos empregados. Segundo dados da Contraf, 30 mil aprovados aguardam convocação.

O procurador enviou ofício à presidenta da Caixa, Miriam Belchior, solicitando que em dez dias a instituição financeira apresente relação dos candidatos aprovados no concurso de 2014 e efetivamente admitidos desde 17 de junho desse mesmo ano. Ele também requereu o número de vacâncias surgidas desde então por aposentadorias e outras razões.

“Com essa iniciativa o Ministério Público reconhece que a Caixa precisa de mais empregados. O que vem acontecendo é que nos últimos anos a Caixa expandiu muito em número de agências, mas não contratou uma quantidade de funcionários suficiente diante desse crescimento. Além disso, não supriu as cerca de 3 mil vagas surgidas em virtude do Plano de Apoio à Aposentadoria e continua a terceirizar alguns serviços”, afirma a diretora do Sindicato dos Bancários/ES, Lizandre Borges.

 

Com informações da Fenae

 

Imprima
Imprimir

Comentários