Festa dos bancários é neste sábado: doe um quilo de alimento

Está chegan­do a hora de comemorar o Dia da Bancária e do Bancário, ce­lebrado em 28 de agosto. A festa dos capixabas é neste sábado, dia 29, das 12h às 17 horas, no Ilha Shows Vitória. Com o tema “Juntos no ritmo e na luta”, a comemoração será um momento de confraternização e fortalecimento da […]

Está chegan­do a hora de comemorar o Dia da Bancária e do Bancário, ce­lebrado em 28 de agosto. A festa dos capixabas é neste sábado, dia 29, das 12h às 17 horas, no Ilha Shows Vitória. Com o tema “Juntos no ritmo e na luta”, a comemoração será um momento de confraternização e fortalecimento da categoria para a Campanha Sala­rial 2015. Também é um momen­to de solidariedade, por isso, além de seu ingresso e documento de identidade, não se esqueça de levar um quilo de alimento para doações às comu­nidades quilombolas do norte do Estado.

A festa terá como atração na­cional o Trio Vir­gulino. Forma­do por Enok Virgulino (sanfona), Adel­mo Nascimento (tri­ângulo) e Roberto Pinheiro (zabumba), há 35 anos o trio lota casas de show com um repertório de forró pé-de-serra. O Grupo Beba do Samba, suces­so nas rodas de samba capixabas, também sobe ao palco prometen­do manter o agito da festa. E en­tre um show e outro a Banda de Congo Nossa Senhora da Con­ceição, de Jacaraípe, fará uma participação especial.

A festa será com consuma­ção liberada: almoço e roda de boteco. A reserva de ingresso foi encerrada no dia 21 de agosto. 

Celebração da luta

O Dia do Bancário e da Bancária é comemorado no dia 28 de agosto. Nesta data, em 1951, teve início uma das mais lon­gas greves da histó­ria da categoria. Os bancários cruzaram os braços em forma de protesto durante 69 dias e sofreram forte repressão das autoridades, que prendiam e espan­cavam os trabalha­dores.

Dia do Bancário - Sindicato dos Bancários de São Paulo

                              Greve dos bancários em  1951. (Foto: Sindicatos dos Bancários de São Paulo)

Os bancários e bancárias reivin­dicavam reajuste de 40%, salário mínimo profissional e adicional por tempo de serviço. No Espírito Santo, a categoria ade­riu à greve no dia 05 de setembro. A pauta de reivindicações foi par­cialmente aceita, mas os dias de re­sistência dos bancários tiveram um significado especial e a partir do ano se­guinte, o dia 28 de agosto pas­sou a ser o Dia do Bancário e da Bancária.

Imprima
Imprimir